MidiaMAIS / TV & Novela

‘Vergonha alheia’: Primeiro capítulo de “Salve-se Quem Puder” é marcado por exageros

Em 27 de janeiro de 2020, a Globo estreou a novela das sete “Salve-se Quem Puder”. Após 12 meses de paralisação por conta da pandemia, o folhetim das 19 horas volta ao ar hoje, desde o comecinho. O primeiro capítulo da trama, que será reprisado nesta segunda (22), repercutiu negativamente em janeiro do ano passado. […]

João Ramos Publicado em 22/03/2021, às 17h28 - Atualizado às 17h47

Vitória Strada como Kyra em "Salve-se Quem Puder" (Reprodução, Globo)
Vitória Strada como Kyra em "Salve-se Quem Puder" (Reprodução, Globo) - Vitória Strada como Kyra em "Salve-se Quem Puder" (Reprodução, Globo)

Em 27 de janeiro de 2020, a Globo estreou a novela das sete “Salve-se Quem Puder”. Após 12 meses de paralisação por conta da pandemia, o folhetim das 19 horas volta ao ar hoje, desde o comecinho.

O primeiro capítulo da trama, que será reprisado nesta segunda (22), repercutiu negativamente em janeiro do ano passado. Apenas os fãs dos atores em cena conseguiram achar alguma coisa boa.

Tudo nas semanas iniciais de “Salve-se Quem Puder” foi acima do tom. A começar por Kyra, personagem de Vitória Strada, estreando no gênero comédia. Acostumada com o drama, Vitória se esforçou ao dar vida para a desengonçada babá.

Cenas bizarras da personagem atrapalhando um espetáculo de teatro, deixando a aliança cair num bueiro e por fim atirando na fuselagem de um avião causaram extremo constrangimento aos telespectadores na época.

Além disso, tudo parecia forçado na trama das sete. Nada convincente. Como o núcleo de Luna (Juliana Paiva), fã de novelas mexicanas que passeou a cavalo na praia com seu ‘príncipe encantado’ no primeiro capítulo, sem maiores relevâncias.

As cenas do casal à beira do mar também foram constrangedoras. Do trio protagonista, quem se saiu melhor foi Deborah Secco, interpretando a atriz em ascensão Alexia. Tudo aponta que ela se sobressaiu por já ter feito o mesmo tipo de personagem outras diversas vezes, e também por ter recebido o papel menos caricato entre as três.

Resta saber se hoje, ao rever o capítulo de estreia, o público terá as mesmas impressões que no ano passado. Por ser recente até demais, a primeira fase da novela pode patinar na audiência e só reagir quando os capítulos inéditos começarem.

Jornal Midiamax