MidiaMAIS / TV & Novela

Globo joga no lixo cenas inéditas gravadas na pandemia e não muda o fim de “Haja Coração”

Pretendendo mudar o final de uma reprise, a Globo gravou em dezembro cenas inéditas para “Haja Coração”, finalizada há 5 anos. Nesta versão, a personagem Tancinha (Mariana Ximenes) ficaria com Beto (João Baldasserini). No fim das contas, juntando os pedaços filmados em 2020 com a peça pronta de 2016, não houve liga entre os acontecimentos, […]

João Ramos Publicado em 20/03/2021, às 10h09 - Atualizado às 10h17

Casal também teve final alternativo apagado em 2016 (Foto: AGNEWS)
Casal também teve final alternativo apagado em 2016 (Foto: AGNEWS) - Casal também teve final alternativo apagado em 2016 (Foto: AGNEWS)

Pretendendo mudar o final de uma reprise, a Globo gravou em dezembro cenas inéditas para “Haja Coração”, finalizada há 5 anos. Nesta versão, a personagem Tancinha (Mariana Ximenes) ficaria com Beto (João Baldasserini).

No fim das contas, juntando os pedaços filmados em 2020 com a peça pronta de 2016, não houve liga entre os acontecimentos, muita coisa ficou sem sentido e a emissora preferiu descartar as sequências inéditas.

Convocar atores cinco anos depois para regravarem o desfecho de uma novela em reprise no meio de uma pandemia parece maluco e irresponsável, principalmente quando o trabalho de uma equipe exposta sequer foi ao ar.

A Globo cogitou usar as cenas na imaginação de Beto ou Tancinha, mas nem isso aconteceu. Em material finalizado não se mexe.

Prometeu e não cumpriu

Fãs do casal Beto e Tancinha se frustraram mais uma vez, cinco ano depois, com desfecho gravado e não exibido. Isso porque em 2016, na primeira exibição da novela, aconteceu algo parecido.

Naquela época, a emissora gravou um final alternativo em que a dupla ficava unida. O último capítulo foi construído para que, de última hora, qualquer desfecho fosse escolhido. E mesmo com as opções, optou-se por exibir o fim de Tancinha com Apollo (Malvino Salvador).

Segundo informações, o desfecho de Beto e Tancinha gravado em 2016 também foi apagado pela emissora. O mesmo deve acontecer novamente com as cenas captadas em 2020.

As sequências inéditas foram jogadas no lixo, mas o final permaneceu condizente e coerente com a trajetória do folhetim. Tancinha terminar com Beto seria um despautério.

Jornal Midiamax