MidiaMAIS / TV & Novela

Feita para eleger Lula em 1989, novela está de volta e pode ter a mesma 'missão' esse ano

"O Salvador da Pátria" está sendo exibida pelo Canal VIVA desde ontem (12)

João Ramos Publicado em 13/04/2021, às 09h57

Protagonista foi acusado de contar história de Lula e fazer apologia ao político
Protagonista foi acusado de contar história de Lula e fazer apologia ao político - (Reprodução)

Antes de Lula recuperar os direitos políticos em março deste ano, a reprise de "O Salvador da Pátria" já estava definida para voltar no Canal VIVA desde 2020.Tremenda coincidência pode repetir intenções de 1989 envolvendo o folhetim que teve seu primeiro capítulo exibido nesta segunda-feira no canal da TV paga.

Narrando a história de um analfabeto que chega ao poder executivo se tornando prefeito de uma cidade, "O Salvador da Pátria" foi acusada de fazer apologia à trajetória de Luiz Inácio Lula da Silva em 1989, ano de sua exibição original, e da primeira eleição após a ditadura militar.

Autor da trama, Lauro César Muniz revelou que foi obrigado a alterar o enredo do folhetim por uma "interferência direta de Brasília na cúpula da Globo". Apesar de em 1989 o país já não viver mais a ditadura, houve uma censura velada à telenovela.

Na época, preocupados, alguns integrantes do Governo Federal comparavam o personagem Sassá Mutema (Lima Duarte) com Luiz Inácio Lula da Silva. O protagonista do folhetim de Lauro César Muniz era um analfabeto que se envolvia com a política e ganhava projeção nacional, e Lula se apresentava como candidato petista naquelas eleições.

Para o Governo, a obra se tratava de uma apologia ao regime político de esquerda e ao candidato em questão. Por pressão, o autor conta que foi obrigado a descaracterizar o aspecto político da trama, que passou a se concentrar em torno de um tema policial, com o protagonista Sassá Mutema sendo acusado de assassinato.

Historicamente, a classe artística, e principalmente os autores de novelas, em sua maioria, sempre foram e ainda são simpatizantes de Lula desde antes do folhetim. Com a candidatura de Luiz Inácio em 1989, levar ao ar uma novela com história semelhante ao do candidato e com o nome de "O Salvador da Pátria" não tinha segundas intenções, mas aparentemente terceiras e quartas.

32 anos depois, o retorno da obra à televisão brasileira pode acabar dando outro empurrãozinho para Lula se ele se apresentar como candidato nas eleições do ano que vem. Já pensou...?

"O Salvador da Pátria" está sendo exibida pelo Canal VIVA desde ontem (12), de segunda a sábado às 14h30, com reprise às 00h30 (horário de Brasília).

Jornal Midiamax