MidiaMAIS / TV & Novela

Culinária indígena terena de MS expulsa participante do MasterChef Brasil: 'voltar à Bahia'

Objetivo era preparar um prato com referências claras da cultura indígena terena

João Ramos Publicado em 18/08/2021, às 12h15

Fogaça não esteve durante a participação da chef sul-mato-grossense
Fogaça não esteve durante a participação da chef sul-mato-grossense - (Fotos: Band)

Deu ruim para Cristina, uma das participantes do "MasterChef Brasil" 2021. A baiana acabou eliminada na noite desta terça-feira (17) no reality culinário da Band, após derrapar em uma prova que envolvia as raízes indígenas de MS.

Kalymaracaya Nogueira, a primeira chef indígena do Brasil, nasceu em Aquidauana e foi a convidada especial do programa no episódio de ontem. Kalymaracaya é a principal divulgadora da gastronomia ancestral brasileira e procura trabalhar com produtos cultivados em sua aldeia, pertencente à Tribo Terena, em Mato Grosso do Sul.

A prova de eliminação não contou com a presença de Henrique Fogaça. Segundo a apresentadora Ana Paula Padrão, ele precisou deixar o programa por "problemas pessoais". O desafio oferecia ingredientes que fazem parte da culinária brasileira, como mandioca, milho, taioba e castanha. O objetivo era preparar um prato com referências claras da cultura indígena.

Os cozinheiros contaram com a ajuda da chef indígena. Kelyn apresentou o melhor resultado e venceu a prova acompanhada por Isabella e André, que também se destacaram. Eduardo preencheu outra vaga e subiu com os três.

Luiz foi salvo da eliminação pelo mezanino. Os colegas argumentaram que ele ainda não foi ajudado pelos participantes. Juliana e Cristina ficaram na berlinda e os chefs precisaram decidir qual das duas sairia. Juliana chorou quando Jacquin e Helena Rizzo mencionaram os erros cometidos pela eliminada da noite. "Você merece voltar à Bahia com muita festa", disse Ana Paula Padrão à Cristina, que deixou a competição. 

Jornal Midiamax