MidiaMAIS / TV & Novela

Antecipação da saída de Faustão abre espaço para programa mais compacto, diz especialista da ESPM

Tiago Leifert comanda as tardes de domingo até a chegada de Luciano Huck, em 2022

João Ramos Publicado em 19/06/2021, às 16h31

Para o mercado anunciante, o professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing avalia que a mudança é positiva
Para o mercado anunciante, o professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing avalia que a mudança é positiva - (TV Globo)

Fausto Silva e a Rede Globo anunciaram a antecipação da saída do apresentador do canal esta semana. Tanto o próprio comunicador quanto sua equipe foram pegos de surpresa com o fim sem despedida.

Com mais de 30 anos na Globo, Faustão se ausentou no último domingo (13), pela primeira vez na história, devido a uma internação para tratar um quadro de infecção urinária. Diante da problemátia, Tiago Leifert foi chamado às pressas para comandar a atração e assim permanecerá.

O sucesso de Leifert domingo passado foi determinante para que a Globo afastasse de vez Fausto Silva. Opresentador do BBB agora ficará encarregado pelas tardes de domingo já a partir de amanhã (20), enquanto Faustão já tem contrato acertado com a Rede Bandeirantes para o ano que vem.

Oportunidade de mudança

Para Ivan Martinho, professor de marketing da ESPM -  Escola Superior de Propaganda e Marketing de São Paulo, o movimento pode gerar oportunidades para a Globo testar novos formatos de programa. “A presença de Leifert nas tardes de domingo da emissora oferece uma oportunidade de sentir como a audiência responde a novas propostas. O principal desafio é como construir um programa mais compacto e mantendo uma boa audiência. O formato de programa longo caiu em desuso, pois a TV tem forte concorrência na atenção do público com outras mídias, em especial as redes sociais”, afirma.

Segundo Martinho, a decisão por Tiago Leifert é segura do ponto de vista da audiência. “Leifert é bem conhecido do público por conta do BBB e um apresentador experiente. É um bom nome para fazer a transição para a chegada de Luciano Huck aos domingos”, diz.

Para o mercado anunciante, o professor da ESPM avalia que a mudança é positiva. “Os anunciantes terão um fôlego novo na programação, o que é um bom começo. Além disso, a saída já estava anunciada. A antecipação não muda o que já era conhecido de todos”, afirma Ivan.

Jornal Midiamax