Pela primeira vez, a dupla sertaneja Zé Neto e Cristiano falou sobre a luta contra a depressão. Em entrevista ao jornalista Renato Sertanejeiro, os cantores abriram o jogo sobre o sofrimento com vícios e perdas ao longo da carreira.

“É a primeira vez que eu falo sobre isso. Eu adoeci por conta da perda da minha mãe. Quando estava melhorando, o Zé adoeceu muito. Ele se tornou alguém que era completamente descontrolado com álcool. Daí foi preciso tomar remédio para depressão e eu vi o Zé no fundo do poço”, iniciou Cristiano, falando sobre seu parceiro de dupla.

Ao ouvir a declaração do amigo, o cantor Zé Neto complementou. “Estava mal. Eu peso 103 quilos e cheguei a 74 quilos”. Em seguida, os dois desabafaram sobre a depressão e revelaram que se ajudaram na luta contra o problema.

“O que me martirizava é que não dava pra falar sobre, pois ouvíamos que se falar sobre iriamos acabar com a nossa carreira. E toda vez que desmarcava um show, vinha desculpinha sabe? O Zé estava morrendo, cara e eu ficava me questionando que mundo era esse”, contou Cristiano.

Por fim, o sertanejo disse que foi seu filho Miguel quem o fez entender que era preciso estar forte para lidar com a situação. Confira: