O depoimento de Bruno de Luca sobre o atropelamento de Kayky Brito está dando o que falar nas redes sociais. É que ele contou o que lembra da noite do acidente, no entanto, sua versão tem sido contestada por outras testemunhas.

O delegado responsável pela investigação do acidente, Ângelo Lages, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), disse ao UOL que estranhou o comportamento de Bruno de Luca após o atropelamento do ator, por isso chamou o apresentador para depor. Além de não prestar socorro e ajudar o amigo, ele deixou o local e só voltou no dia seguinte para buscar o seu veículo.

“Nas imagens ele parece desesperado, coloca as mãos na cabeça, mas em nenhum momento vai em direção do local do acidente, onde o amigo já está caído ao chão. Quero entender melhor o que aconteceu. Quem socorreu? Quem chamou o socorro? Pra onde ele foi depois do acidente? Por que abandonou o carro dele no local e foi embora de táxi? O que o Kayky foi buscar no carro, ele é a principal testemunha, precisa nos explicar toda a circunstância do acidente”, declarou o delegado.

Bruno de Luca afirma estar muito assustado

Logo após prestar o seu depoimento, Bruno de Luca conversou com a imprensa sobre o atropelamento de Kayky Brito e contou como estava se sentindo naquele momento. Ele confessou estar muito assustado com o acidente de seu melhor amigo, com quem prepara uma peça, e que o acidente aconteceu no momento em que ele foi pagar a conta do estabelecimento em que os dois estavam.

Bruno aproveitou para comentar sobre as que vem recebendo sobre ter deixado o amigo no local do acidente, sem prestar socorro. “Vocês viram como eu fiquei, foi a reação que eu tive. Eu não aguento mais ver, se puderem parar, por favor”, disse ele, se referindo ao vídeo de câmaras de segurança que mostra ele com as mãos na cabeça e em choque, ao ver o amigo caído no chão.

E o que dizem as outras testemunhas?

Duas pessoas que estavam no local e presenciaram o acidente contaram ao Balanço Geral, da TV, uma versão bem diferente da apresentada por Bruno de Luca, que disse que não sabia que o amigo havia sido atropelado.

Segundo as testemunhas, elas viram Kaiky e Bruno conversando com uma conhecida, se aproximaram e a conversa aconteceu em tom de brincadeira. “Eu fui e atravessei. Ela [amiga] pegou e falou comigo que ele tinha falado que o Kayky queria falar com ela e dar um beijo no rosto dela. E o Bruno de Luca falou assim: ‘ah, não fala com ela, ela é feia'. Daí, a gente atravessou”.

Ainda conforme a testemunha, após o atropelamento, Bruno teria ficado muito nervoso e deixado o local logo em seguida. “E, daí, eu e minha amiga, sentadas, escutamos só a batida, a parte do acidente. Daí, atravessamos pra ver o que era. Quando a gente chegou lá, da parte que ele colocou a mão na cabeça, que ele ficou nervoso, eu não sei o que deu nele. Ele atravessou e saiu correndo. E sumiu”, detalhou.

Novas imagens de câmara de segurança foram reveladas

O programa Domingo Espetacular, também da Record TV, revelou novas imagens de câmeras de segurança, que mostram Bruno de Luca desesperado após o atropelamento de Kayky Brito. Ao ver o rapaz caído no asfalto, ele coloca as mãos na cabeça, mas não se aproxima. Ele chega a cruzar a avenida, mas não chega perto para ver como o amigo está.

Ele fala com um dos funcionários do quiosque em que eles estavam, uma mulher se aproxima, conversa com Bruno de Luca, que deixa o local, em seguida, sem prestar socorro ao amigo. O apresentador segue pela praia e vai embora.