MidiaMAIS / Famosos

Tragédia com 10 mortos em show de Travis Scott gera mais de R$ 4 bilhões em processos

Empura-empurra em apresentação do rapper fez com que pessoas morressem esmagadas em show no último dia 5

Nathália Rabelo Publicado em 17/11/2021, às 18h00

A apresentação, que acontecia em Houston, Estados Unidos, terminou de forma trágica
A apresentação, que acontecia em Houston, Estados Unidos, terminou de forma trágica - Foto: Reprodução/Instagram

A tragédia com 10 mortos no show do rapper Travis Scott, no último dia 5, já conta com mais de 125 processos envolvendo os cantores Scott e Drake (que fez uma participação especial no evento), além das empresas Apple e Live Nation, já conta com mais de 125 processos que foram abertos por fãs que estavam na apresentação. As informações são do site TMZ.

A apresentação, que acontecia em Houston, no estado do Texas, EUA, gerou um empurra-empurra que terminou de forma trágica: 10 mortos, com vítimas fatais cujas idades variam entre 9 e 27  anos.

Por conta disso, os mais de 125 fãs - incluindo a família de um dos mortos - somam processos que podem passar dos 750 milhões de dólares (mais de 4,1 bilhões de reais na cotação atual).

O processo, movido pelo advogado Tony Buzbee, coloca a culpa em Travis e nos organizadores do show por negligência em não planejar adequadamente o show, treinar a equipe de segurança e realizar a apresentação em um local seguro.

A família que está processando Travis, Drake e as empresas é a do jovem Axel Acosta, que tinha 21 anos e foi uma das vítimas fatais da tragédia. O processo diz que ele foi "esmagado por multidão incitada, indisciplinada e descontrolada com tanta força que ele não conseguia mais respirar".

Os 750 milhões de dólares (4,1 bilhões de reais), segundo advogados, seria para cobrir lesões mentais e físicas dos sobreviventes, além de custos referentes àqueles que perderam suas vidas no show.

Jornal Midiamax