MidiaMAIS / Famosos

Sabrina Sato e Taís Araújo se unem a mais famosas em campanha contra a fome

Taís Araújo, Giovanna Ewbank, Pathy Dejesus, Ingrid Silva e Carolina Kasting estrelam ação 'Mães Sem Fome', que vai doar 200 toneladas de alimentos para mães-solo em comunidades carentes no Brasil

Nathália Rabelo Publicado em 05/08/2021, às 15h00

None
Foto: Reprodução

Taís Araújo, Giovanna Ewbank, Sabrina Sato, Pathy DejesusIngrid Silva Carolina Kasting se uniram na campanha de combate à fome 'Mãe Sem Fome', que irá doar 200 toneladas de alimentos para famílias de comunidades carentes no Brasil.

A participação das celebridades tem como objetivo incentivar a doação de alimentos para mães que provêm para suas famílias. "O meu maior desafio como mãe é conseguir criar os meus filhos em um ambiente seguro, cheio de amor, com mais empatia, sem preconceito... Sendo que a gente vive em um país tão complicado. Agora, imagina se, além disso tudo, você ainda não tem comida para dar ao seu filho?", questionou Giovanna.

Sabrina afirmou que as mulheres são capazes de qualquer coisa pelos filhos e ressaltou a dura realidade enfrentada pelas mães-solo. "Imagino como deve ser difícil a missão de ter uma dupla jornada, sem uma rede de apoio pra garantir toda a estrutura e a comida na mesa de casa. Doe, ajude com o que você puder. Um pequeno esforço de cada um de nós é a esperança de tantas famílias que sofrem com as consequências da pandemia", disse a apresentadora sobre a campanha idealizada pela L'Oréal Brasil (saiba como doar aqui).

Para Pathy, o maior desafio como mãe é tentar equilibrar as dificuldades do lado materno com seu lado individual. "Educar, impor limites, ensinar, prover e me colocar em primeiro plano, fazer as coisas que eu gosto, cuidar de mim, me dedicar ao meu trabalho... Eu acredito que só estando bem eu consigo cuidar bem. Isso já é muito difícil", afirmou a atriz.

Já para Taís, são muitos os desafios da maternidade. “Educar uma criança, preparar uma criança para o mundo é das coisas mais difíceis que têm, mais desafiadoras. Como eu vou criar duas crianças em um país e em um mundo tão violento, sem tirar o direito à infância plena, sem tirar a inocência deles... Agora, imagina se depois de tudo isso, você não tivesse o que dar de comer para os seus filhos? Se tem gente com fome, dá de comer".

Jornal Midiamax