MidiaMAIS / Famosos

Patrícia Abravanel é detonada ao debochar da sigla LGBTQIA+ e minimizar homofobia

Apresentadora defendeu Caio Castro e Rafa Kalimann e vídeo postado por eles, com falas preconceituosas e contra o relacionamento homoafetivo

Nathália Rabelo Publicado em 01/06/2021, às 14h00

Patrícia Abravanel
Patrícia Abravanel - Reprodução/Instagram

Patrícia Abravanel virou o assunto mais comentado do início da tarde desta terça-feira (1) nas redes sociais ao dar declarações polêmicas sobre os LGBTQIA+ durante o seu programa no SBT, Vem Pra Cá. A apresentadora defendeu Caio Castro e Rafa Kalimann, assim como o conteúdo do vídeo que eles compartilharam – e que, por isso, foram criticados – com falas preconceituosas e dizendo ser contra relacionamentos homoafetivos.

"Eu acho que é um direito das pessoas respeitarem. Por que não concordar em discordar? A gente pode ter opiniões diferentes (...) tudo é muito polemizado! Eu não acho que o Caio Castro e a Rafa são preconceituosos ou homofóbicos, eu acho que eles realmente foram educados de uma outra maneira", começou Patrícia.

A apresentadora ainda falou propositalmente errado a sigla  LGBTQIA+ – que engloba gays, lésbicas, bissexuais, transexuais, travestis,  transgêneros, queers, intersexuais, entre outras identidades de gênero – e minimizou a homofobia.

"Assim como os 'LGDBTYH', não sei, querem o respeito, eu acredito que eles têm que ser mais compreensivos com aqueles que ainda não entendem direito. É difícil quando a gente vai educar os filhos pra falar disso. Eu vou falar pra todo o pessoal 'LGBTIC', é muito difícil educar filho e falar assim: como eu vou falar isso pro meu filho? A gente não sabe lidar. Então, tem que ter respeito e compreensão, e não um massacre", completou ela.

Patrícia ainda disse que "só alguns LGBTs nascem assim". "Mas que tem aqueles que estão querendo experimentar de tudo e aí não sabe o que quer e ficam naquele conflito. Então tem de tudo!", afirmou.

Nas redes sociais, a apresentadora, filha de Silvio Santos, foi detonada.

"Para a Patrícia Abravanel, quem tem de ser acolhido e receber solidariedade são os homofóbicos. Nós, os LGBT+, temos de ter 'paciência', porque as pessoas estão 'aprendendo' e não podem ser criticadas por isso. A gente tem de aceitar calado a homofobia até que todo mundo aprenda", disse uma pessoa.

"É por causa de pessoas como Patrícia Abravanel, Caio Castro e Rafa Kaliman que o mês do Orgulho LGBTQIA não é apenas sobre comemoração, mas também conscientização", postou outra. "Entrei aqui e me deparei com o horror que é ter alguém como Patrícia Abravanel sendo comunicadora nesse país. O deboche com uma sigla que representa luta, o desprezo pelos cidadãos LGBTQI+ e, acima de tudo, a desinformação com que ela entrega à pauta é algo que merece ser rechaçado", condenou outro.

Veja abaixo mais reações da Internet quanto ao posicionamento de Patrícia Abravanel:

Jornal Midiamax