MidiaMAIS / Famosos

Na missa de 7º dia, viúvo de Paulo Gustavo fez discurso e destacou diferenças do casal: 'Ele Beyoncé, eu Marisa Monte'

Confira o discurso completo

João Ramos Publicado em 12/05/2021, às 07h48

Dermatologista Thales Bretas discursando durante a cerimônia
Dermatologista Thales Bretas discursando durante a cerimônia - (Multishow)

Thales Bretas, marido de Paulo Gustavo, se emocionou ao fazer um discurso na missa de sétimo dia do ator, nesta terça-feira (11). Em sua fala, Thales refletiu sobre a vida de Paulo, destacou os planos, as diferenças e as conquistas do casal.

"O amor é transformador, e o nosso não só me evoluiu para sempre como alcançou milhares de famílias com o exemplo de tolerância, respeito e união. Que sorte a minha viver um amor tão lindo, verdadeiro e correspondido, mesmo que por pouco tempo. Tínhamos tantos planos para tantos anos, acho que é para além dessa nossa encarnação", iniciou o viúvo.

Ele Beyoncé, eu Marisa Monte

Em meio às lágrimas, Thales riu ao relatar os contrapontos entre ele e Paulo. "Nossas diferenças eram muitas, o que me fez pensar a princípio que o nosso namoro era improvável. Ele Beyoncé, eu Marisa Monte. Ele barulho, eu silêncio. Ele fala, eu escuta. Ele agito, eu serenidade. Mas com o tempo, vi que essas diferenças só se somavam, e com isso cada um de nós se tornava uma pessoa melhor".

Filhos

"Depois da soma, veio a multiplicação. com as duas maiores alegrias, Gael e Romeu, que prometo cuidar pra sempre e transmitir tudo o que aprendi com papai Paulo: generosidade, compaixão, amizade... Valores que são seus maiores legados e que se eternizarão nos frutos do nosso amor", disse o dermatologista em relação aos filhos dos dois.

Vida

Thales concluiu dizendo: "Você não devia nada à vida, falava o que pensava, fazia o que queria, tinha pressa em viver. O que achávamos que era ansiedade era mesmo desejo de não perder tempo de ser feliz, talvez pressentindo que seu caminho aqui na Terra seria mais curto do que deveria".

O evento aconteceu no Corcovado, no Rio de Janeiro, e foi transmitido ao vivo pelo canal Multishow.

Morte

Paulo Gustavo faleceu no dia 4 de maio, aos 42 anos, por complicações da Covid-19. Ele estava internado desde o dia 13 de março. Médicos afirmam que o humorista tinha asma controlada há anos e que ela não representava uma comorbidade para ele.

Jornal Midiamax