MidiaMAIS / Famosos

Marília Mendonça vira nome de lei que visa evitar acidentes aéreos

O projeto de lei criado pelo senador Telmário Mota (Pros-RR) estabelece critérios de linhas aéreas de transmissão de energia elétrica

Nathália Rabelo Publicado em 30/11/2021, às 19h10

Projeto de lei 4.009/2021 foi batizado com o nome da 'Rainha da Sogrência'
Projeto de lei 4.009/2021 foi batizado com o nome da 'Rainha da Sogrência' - Foto: Reprodução/Instagram

A morte da cantora Marília Mendonça, vítima da queda de um avião, não será em vão. Nesta terça-feira (30), a Comissão de Infraestrutura (CI) aprovou projeto de lei 4.009/2021 batizado com o nome da Rainha da Sogrência. Criado pelo senador Telmário Mota (Pros-RR), a PL estabelece critérios para sinalização de linhas aéreas de transmissão de energia elétrica.

Em 5 de novembro, a aeronave em que Marília estava bateu em cabos da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), em Caratinga (MG). A cantora realizaria um show no mesmo dia no município. Além da artista, morreram o piloto Geraldo Medeiros, o copiloto Tarciso Viana, o produtor Henrique Ribeiro e o tio e assessor da sertaneja, Abicieli Silveira Dias Filho.

De acordo com o site oficial do Senado, o projeto de Telmário Mota, do Partido Republicano da Ordem Social (Pros) de Roraima, recebeu parecer favorável da senadora Kátia Abreu (Progressistas-TO) e agora seguirá para a Câmara dos Deputados.

“Fiquei muito triste com sua morte. Eu e toda a minha família, em especial meu filho Iratã, que mora em Goiânia e é um fã ardoroso de Marília Mendonça e até com certa proximidade. O acidente foi uma fatalidade? Sem dúvida. Mas uma fatalidade que poderia ter sido evitada. Essa lei que votamos aqui pode evitar novos choques de aeronaves”, afirmou Kátia Abreu.

Jornal Midiamax