MidiaMAIS / Famosos

Internado com coronavírus, Zezinho Corrêa, do Carrapicho, tem piora no quadro de saúde

O vocalista do grupo Carrapicho, Zezinho Corrêa, de 69 anos, que está internado no hospital Samel, em Manaus, com o novo coronavírus

Carlos Yukio Publicado em 26/01/2021, às 12h38

Cantor faleceu aos 69 anos. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Cantor faleceu aos 69 anos. (Foto: Reprodução/Redes Sociais) - Cantor faleceu aos 69 anos. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

O vocalista do grupo Carrapicho, Zezinho Corrêa, de 69 anos, que está internado no hospital Samel, em Manaus, com o novo coronavírus, teve um piora em seu estado de saúde. Segundo um comunicado divulgado pela família do artista na rede social, ele voltou a ser sedado e fazer e o uso de ventilação mecânica.

“O cantor estava evoluindo bem nos últimos dias, o mesmo já não estava sedado, não estava fazendo uso de medicações vasoativas, estava respirando sem ajuda de aparelhos, quadro neurológico limpo e fazendo diálise. Porém, na madrugada deste domingo, o cantor apresentou uma piora no quadro, onde os médicos optaram pela conduta de retornar com a sedação, uso de medicações vasoativas e uso de ventilação mecânica. No momento ele está estabilizando e sendo muito bem assistido pela equipe médica da Samel, a quem somos eternamente gratos por todo esforço e dedicação para com seus pacientes. A família Corrêa agradece imensamente aos fãs, amigos e admiradores por todas as orações, carinho e vibrações positivas para o restabelecimento da saúde do nosso amado Zezinho Corrêa. Pedimos que continuem a corrente de orações para que tão logo ele possa estar nos alegrando com seu carisma, sua energia e sua alegria e nos brindando com sua voz sem igual”, diz a nota oficial.

Segundo a assessoria de imprensa, o artista passou no sábado (23) por um procedimento de traqueostomia para uma evolução mais rápida. Ele segue internado na UTI de um hospital particular da capital. Zezinho Corrêa foi internado com Covid-19 no dia 5 de janeiro, após sentir febres e dores no corpo no dia anterior. Na unidade de saúde, ele recebeu medicação e fez fisioterapia pulmonar. No dia 7, foi transferido para um leito de UTI de um hospital particular de Manaus, para dar continuidade ao tratamento.

Jornal Midiamax