MidiaMAIS / Famosos

Gabriel Medina perderá etapa do Mundial de Surfe por não ter se vacinado contra Covid-19

Surfista, que busca o tricampeonato, não poderá ir para Teahupoo, na Polinésia Francesa, onde a vacina é obrigatória para entrar no país

Nathália Rabelo Publicado em 05/08/2021, às 14h16

Gabriel Medina
Gabriel Medina - Foto: Reprodução

Gabriel Medina ficará de fora da última etapa do Mundial de Surfe (WCT), que acontecerá em Teahupoo, na Polinésia Francesa, entre os dias 24 de agosto e 3 de setembro, por não ter tomado a vacina contra a Covid-19, que é exigida para entrar no país. O surfista falou do assunto na quarta-feira (4), durante uma live em seu canal na Twitch.

"Eu não vou para Teahupoo porque não tomei a vacina. Aí, teria que fazer 10 dias de quarentena, não dá tempo de ir do México, que é uma seguida da outra. Aí, vou ser obrigado a não ir. Sacanagem, mas de boa", disse ele, que estará em Barra de la Cruz, no México, de 10 a 19 de agosto.

Medina, que voltou recentemente das Olimpíadas de Tóquio sem medalha, garantiu que isso não deve prejudicá-lo na disputa pelo Mundial, que está liderando. "Eu posso descartar uma etapa, então está de boa", explicou.

Vale lembrar que durante as Olimpíadas, por ser membro da delegação brasileira, Medina tinha a sua disposição a vacina, já que o Comitê Olímpico Internacional (COI) disponibilizou doses — mas não exigiu obrigatoriedade — para que todos os atletas fossem vacinados antes de competirem em Tóquio.

Jornal Midiamax