MidiaMAIS / Famosos

Após 'ódio gratuito', Tata Werneck decide se afastar do Twitter

Humorista sofreu ataques apenas por parecer bem protegida no velório de Paulo Gustavo

Renata Fontoura Publicado em 08/05/2021, às 15h17

Tata demonstrou muita dor ao saber da morte do grande amigo
Tata demonstrou muita dor ao saber da morte do grande amigo - Reprodução

Tatá Werneck revelou em sua conta no Twitter que vai ficar um tempo longe da rede social após ter sido duramente criticada por estar usando três máscaras no velório do amigo Paulo Gustavo, realizado na quinta-feira (6). 

Sem respeitar o luto da apresentadora, diversas pessoas a chamaram de "biscoiteira" e "over". Então ela decidiu se afastar. "Gente vou dar um tempo do Twitter. Adoro ficar aqui conversando com vcs. Tem pessoas mto lindas e carinhosas aqui! Mas ver gente ridicularizando minha proteção, meu medo depois de perder um amigo e sobre a roupa que usei é difícil demais. Magoa mto quem já tá magoado", declarou.

Incomodados dispejaram o ódio gratuito pro conta da prevenção adotada por Tata."Essa é a Tatá no velório/crematório do Paulo Gustavo. Me perdoem, mas tudo o que eu amava essa mulher, peguei ranço. Três máscaras? Me economize!", comentou uma mulher. 

Indignada com o bombardeio, ela logo rebateu no direct da pessoa: "Gente! Que isso? Pra que esse nível de ataque a mim? Eu tenho pânico! Eu moro com meus pais. Com minha filha. E tenho medo por mim. Tem ranço porque eu quero me proteger? Eu tô impressionada com o nível de ódio gratuito. Eu nunca saí de casa que não fosse pra trabalhar. Eu pensei muito antes de ir mas eu tô tão deprimida e negando tanto tudo que aconteceu que eu precisava ver para entender. Fiquei 15 minutos e saí. Você nunca conheceu alguém com síndrome do pânico? Nossa, estou de fato, muito triste pelo seu ódio gratuito, ainda mais num dia que eu estou sofrendo pra cace**. Não precisava de nada disso", disse Tata. 

Jornal Midiamax