MidiaMAIS / Famosos

Mc Mirella processou Record antes de entrar para A Fazenda 12

Uma semana antes de entrar para a 12ª edição do reality, MC Mirella pediu à Justiça que o portal de notícias da emissora retire do ar matérias publicadas em abril de 2019 sobre o seu envolvimento às práticas criminosas de aliciamento de menores para prostituição e tráfico internacional de crianças e adolescentes. No documento registrado […]

Renata Fontoura Publicado em 19/09/2020, às 18h00

Ela foi acusada por práticas criminosas de aliciamento de menores, em 2019. (Foto: Divulgação)
Ela foi acusada por práticas criminosas de aliciamento de menores, em 2019. (Foto: Divulgação) - Ela foi acusada por práticas criminosas de aliciamento de menores, em 2019. (Foto: Divulgação)

Uma semana antes de entrar para a 12ª edição do reality, MC Mirella pediu à Justiça que o portal de notícias da emissora retire do ar matérias publicadas em abril de 2019 sobre o seu envolvimento às práticas criminosas de aliciamento de menores para prostituição e tráfico internacional de crianças e adolescentes.

No documento registrado em 31 de agosto, a defesa da cantora pede apenas a imediata remoção dos links. O único objetivo da ação é remover rapidamente os textos da internet, a fim de conter os danos à sua imagem.

Além da Record, a defesa da artista incluiu em seu processo o SBT, o Infoglobo (órgão da Globo responsável por jornais, revistas e sites de notícias), UOL, Terra, Catraca Livre e Jovem Pan.

À Justiça, ela também pede que todas as empresas arquem com suas custas processuais.

Jornal Midiamax