MidiaMAIS / Famosos

Youtuber campo-grandense, Carlos Santana desabafa sobre depressão e pensamentos suicidas

Em vídeo publicado na manhã desta terça-feira (24), o youtuber campo-grandense Carlos Santana revelou estar com depressão. Após sumir por quatro meses de seu canal no Youtube, o influencer resolveu contar detalhes do que passou nos últimos meses. Carlos contou que já tinha passado por uma situação parecida na adolescência, quando utilizava um medicamento chamado […]

Dândara Genelhú Publicado em 24/09/2019, às 11h46 - Atualizado às 12h01

Foto: Reprodução/ Instagram
Foto: Reprodução/ Instagram - Foto: Reprodução/ Instagram

Em vídeo publicado na manhã desta terça-feira (24), o youtuber campo-grandense Carlos Santana revelou estar com depressão. Após sumir por quatro meses de seu canal no Youtube, o influencer resolveu contar detalhes do que passou nos últimos meses.

Carlos contou que já tinha passado por uma situação parecida na adolescência, quando utilizava um medicamento chamado ‘Roacutan’, para tratamento de espinhas. A depressão apareceu após uma série de acontecimentos na vida do youtuber.

Após terminar um relacionamento amoroso, ele ficou confinado por duas semanas para a gravação de um reality show. Ele conta no vídeo, que cinco dias depois, arrumou suas coisas e foi morar nos Estados Unidos.

Com muitos sentimentos negativos, o jovem resolveu voltar para o Brasil e passou uma temporada com os pais, em Campo Grande. Neste período, ele foi levado a mais de 15 médicos, que indicaram o uso de medicamentos para controle de ansiedade. “Eu sempre fugi de remédio, sempre achei que era muito forte. Sempre falei: ‘eu sei o que eu tenho, vou superar sozinho e não preciso de remédio'”, disse em vídeo.

Após persistirem os sintomas de depressão, foi recomendado o uso de tarja preta, que segundo o youtuber, o deixavam com desânimo para fazer tarefas do dia a dia. Durante um crise, Carlos admite que os remédios o salvaram. “Achei que não ia parar de tremer e chorar, e o remédio me ajudou, me acalmou”.

O influencer voltou para a capital paulista, mas não conseguiu organizar sua vida novamente. Sentado no chão e com voz de choro, no vídeo, ele pede desculpas à mãe e conta como chegou aos pensamentos suicidas. “Eu falei ‘se não acontecer nada de bom na minha vida, eu não quero mais estar aqui’. E por mais que já tenha tido esses pensamento, dessa vez foi muito forte, eu literalmente sabia que eu iria fazer”, contou.

“Não vou falar que me curei”

Carlos Santana comentou em vídeo que ainda não está totalmente curado, mas que é um processo. O youtuber falou que conversar sobre seus problemas é a principal forma de superar a depressão. “Eu não vou falar que me curei da depressão. Mas a ajuda mais importante foi falar, só falar”, desabafou.

O influencer falou que a intenção do vídeo é alertar seus seguidores, que chegam a mais de dois milhões nas redes sociais. “Procura alguém, conversa, fala com sua mãe, com seu pai. A vida é muito bonita!”, finaliza ele. Assista o vídeo completo abaixo:

Busque ajuda

O CVV — Centro de Valorização da Vida, fundado em São Paulo, em 1962, é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal, desde 1973. Presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato.

Os contatos com o CVV são feitos pelos telefones 188 (24 horas e sem custo de ligação), pessoalmente (nos 110 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br, por chat e e-mail. Nestes canais, são realizados mais de 2 milhões de atendimentos anuais, por aproximadamente 3.400 voluntários, localizados em 21 estados mais o Distrito Federal.

Quero Conversar

Jornal Midiamax