MidiaMAIS / Famosos

Munhoz e Mariano teriam sido ameaçados com revólver no Japão

Contratante teria os ameaçado

Diego Alves Publicado em 05/04/2017, às 22h50

None
prefeito-de-tupi-paulista-explica-briga-com-munhoz-e-mariano.jpg

Contratante teria os ameaçado

Munhoz e Mariano tiveram um show que fariam no Japão cancelado por quebra de contrato, segundo eles. Em um vídeo divulgado na web, Silvana Liberato, uma das organizadoras do evento, relatou ao público que isso ocorreu porque houve um atraso. A dupla saiu do Brasil no dia 1º de abril e só chegou ao país oriental no dia seguinte, o que gerou uma grande discussão e até ameaças.

Segundo o jornal "O Dia", o contratante do evento, Tyson, não gostou da suposta falta de profissionalismo dos artistas e chegou a ameaçar os sertanejos com uma faca e até um revólver. Um dos produtores dos famosos teria tentado tirá-los da confusão, mas o caso foi parar na polícia local.

No discurso para os fãs que haviam comprado os ingressos, Silvana destacou que, pelo contrato assinado, Munhoz e Mariano receberiam 50% do cachê antecipado e o restante depois da venda dos ingressos.

Nas imagens, o locutor que iria apresentar o show também deu sua opinião acerca do episódio. "Achei falta de profissionalismo. Deu problema? Tudo bem, mas o show precisava acontecer. Ser ameaçado de morte é terrível, mas eu viria por causa de vocês. Eles poderiam vir para tirar fotos, conversar, isso iria amenizar. Não precisava nem cantar."

Os ingressos foram vendidos entre 5 mil e 8 mil ienes, cerca de R$ 140 e R$ 224. Em alguns dos pacotes comprados pelos admiradores, havia um opcional, em valor mais alto, com direito a posar para fotos e conseguir autógrafos com os músicos.

De acordo com os organizadores, o valor pago pelos fãs será devolvido em um prazo de 15 dias.

A versão da dupla

Munhoz e Mariano também fizeram um vídeo para explicar o ocorrido. "Recebemos vários vídeos dizendo que era culpa nossa, mas peço que tenham bom senso. Enfrentamos mais de 30h de voo, fizemos dois shows. Não iríamos sair do outro lado do planeta para cancelarmos um show. Não temos culpa", asseguraram os músicos.

Em nota, a assessoria da dupla reafirmou a quebra de cláusula contratual e ainda lamentou o ocorrido, pedindo desculpas aos fãs do Japão.

Jornal Midiamax