Está aberta a temporada da maior feira de exposições de Mato Grosso do Sul, a Expogrande 2024. Neste sábado (6), o movimento começou tímido, com a concentração de famílias, mas a expectativa dos comerciantes locais é de que o show dos cantores sertanejos Henrique e Juliano, com início às 22h, de um ‘boom’ nas vendas.

Considerada a maior feira de exposições de Mato Grosso do Sul, a Expogrande deve movimentar R$ 150 milhões na economia da Capital. Conforme a Acrissul, a expectativa é de que 120 mil pessoas visitem a feira ao longo dos onze dias de evento.

O Jornal Midiamax esteve no Parque de Exposições Laucídio Coelho, onde a feira é costumeiramente realizada. O consenso é unânime entre quem expõe seus produtos no local: a presença do público poderia ser melhor. A artesã Maria Suzana conta que optou, inclusive, por levar seu estande para perto da entrada, a fim de atrair maior visibilidade para os produtos. Mesmo assim, o pensamento segue positivo.

Artesã conta que movimento começou fraco neste sábado – (Foto: Ana Laura Menegat)

“A expectativa é a melhor possível. Estamos aguardando o público começar a entrar. Hoje será dia pagante, então, vamos ver como vai ser o movimento das pessoas adquirindo os produtos, não só passando, né?”. Neste domingo (7) a entrada na feira é gratuita. Para a artesã, é um ponto positivo, porque deve atrair ainda mais visitantes.

O comerciante do ramo de hortifruti, Hugo Lemes Félix conta que “O movimento não está conforme esperado, mas vai melhorar, porque o pessoal está começando a vir mais à Expogrande, com o final de semana. A expectativa é agradarmos o público, apresentarmos essas frutas diferentes, frutas ‘do futuro’, que são transgênicas e diversificadas”, conta.

Estande de frutas exóticas – (Foto: Ana Laura Menegat)

O empresário é do estado de São Paulo e explicou que, nestes três primeiros dias de evento, vendeu apenas 10% de seu estoque. “Precisamos vender rápido, porque são perecíveis, estragam com frequência”.

Empresário espera maior movimento com domingo chegando – (Foto: Ana Laura Menegat, Midiamax)

No ramo de alimentos e até fotografias, o movimento é um pouco melhor. A vendedora Vanilda Cardoso também montou seu estande na Expogrande do ano passado e explica que sente muita diferença as edições. “[Este ano está] um pouco mais fraco do que o esperado, mas acho que está dentro da normalidade. Esperamos que as vendas aumentem, principalmente a noite, que é quando está dando mais movimento”.

O porto-alegrense Richard Brugnera atende em uma empresa de fotografias. O funcionário conta que o maior público-alvo das fotos são as crianças e que não pode reclamar do movimento. “A gente trabalha com bastante eventos em São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Distrito Federal. A expectativa das outras feiras são boas, não tem como e nem porquê aqui não ser”.

Movimento no ramo de lanches e fotografias é um pouco melhor – (Foto: Ana Laura Menegat)

E o público?

O movimento tímido no início e meio da tarde foi, especialmente, de famílias. O casal Nilson “Mamute” e Ivânia “Penólope” conta que trouxe o filho Vinícius, de três anos, para curtir a feira. É a primeira vez de Nilson também, mas Ivânia lembra frequentar a feira desde criança.

“Está bem tranquilo, está bom. Tem bastantes comerciantes aqui e dá para aproveitar de pouco um tudo. Viemos, especialmente, para trazer nosso filho”, conta Ivânia. “E também para conhecer, já que ficou um bom tempo fechado”, complementa o marido.

O maceioense José veio pela primeira vez para Campo Grande, para visitar a namorada campo-grandense, e não pôde deixar de prestigiar a maior feira de exposições do Mato Grosso do Sul. A ida à Expogrande foi motivada, principalmente, pela dupla sertaneja Henrique e Juliano. “Já viemos mais cedo para conhecer, mas a noite tem o show e vamos curtir sim. Minha namorada é a maior fã”.

É a primeira vez de José em Campo Grande – (Foto: Ana Laura Menegat)

O que também atrai o público de diversas partes de Mato Grosso do Sul são os leilões da pecuária. Neste sábado, estão programados o Leilão Cavalo, às 19h no Tatersal de Elite 2, organizado pela Associação dos Criadores de Cavalo da Raça Pantaneira e realizado pela Taquari Horse Leilões Rurais, e o Leilão BPW (Corte), que ocorre às 12h no Tatersal de Elite 1, com a leiloeira Capitaliza Leilões Rurais.

Moradora de Maracaju, distante 160 quilômetros da capital, Eliane Alves é uma das pessoas que vieram prestigiar os remates da noite. É a primeira vez dela na Expogrande. “É bem maior do que eu pensava, muito legal. Tem vários estandes, vários shows. Espero ficar para o show também”.

Eliane veio de Maracaju para prestigiar leilões da Expogrande – (Foto: Ana Laura Menegat)

Atrações

Este ano, a programação inclui parque de diversões, praça para food trucks, lojas de confecções, fazendinha, equipamentos e insumos para a agropecuária e leilões.

Para as crianças, a exposição apresenta a tradicional ‘Fazendinha Acrissul’, que este ano conta com porquinhos da índia, coelhos, porcos, lhamas, pôneis, burros e outras espécies em miniatura. Das 10h às 12h e das 18h às 20h, o público também poderá desfrutar de passeios a cavalo.

Mini-pôneis são atração da Fazendinha – (Foto: Ana Laura Menegat)

Além disso, a programação inclui um Parque de Diversões com diversas atrações para crianças e adultos, como kamikaze e happy mountain. Para embarcar na diversão é preciso desembolsar R$ 15 por brinquedo. No local também há diversas opções de food trucks e restaurantes.