Em abril de 2023, a modelo e atriz indígena Dandara Queiróz fazia sua estreia na teledramaturgia nacional no especial “Falas da Terra”, da TV Globo, exibido no dia 17 daquele mês. Curiosamente, exatamente um ano depois, na mesma segunda-feira, a artista que já foi Miss Mato Grosso do Sul passará a ser vista em um folhetim da emissora: “No Rancho Fundo”, nova novela das seis que estreia hoje (15) na programação.

Criada em Três Lagoas (MS), cidade distante 326 quilômetros da capital Campo Grande, Dandara estará no núcleo principal de “No Rancho Fundo”. Na trama, ela será Benvinda, descrita como uma agregada da família Leonel.

A jovem foi criada como filha dos protagonistas Zefa e Tico Leonel, vividos por Andréa Beltrão e Alexandre Nero, e é uma moça ingênua. Das profundezas do sertão, não teve oportunidade de estudar e aprendeu o pouco que sabe com a irmã de criação Quinota (Larissa Bocchino).

Benvinda ainda nutre um amor que considera proibido por Nastácio (Guthierry Sotero) – outro agregado de Zefa Leonel (Andrea Beltrão).

Dandara Queiroz: de MS para as telinhas

Se a modelo e atriz indígena já brilhou ao representar Mato Grosso do Sul em um episódio de “Falas da Terra”, justamente sobre a cultura indígena no Estado, a artista terá ainda mais espaço para mostrar seu talento.

Apesar de ter nascido em Araçatuba (SP), Dandara passou toda sua vida em Três Lagoas. Ela é de origem tupi-guarani e foi destaque em concursos de miss antes de iniciar a carreira como atriz.

A jovem chegou a cursar arquitetura e urbanismo em MS e conciliava a graduação com o universo da beleza, chegando a contabilizar mais de 250 trabalhos como modelo em apenas dois anos.

Em 2021, passou a representar Três Lagoas e se tornou Miss Mato Grosso do Sul no concurso Miss Brasil Mundo, em Brasília.

Saiba mais sobre No Rancho Fundo, a nova novela das seis

A trama principal gira em torno de Quinota (Larissa Bocchino), a filha de Zefa Leonel (Andrea Beltrão) e Seu Tico Leonel (Alexandre Nero) e, segundo o autor, mostra o processo de formação dessa jovem. “Ela é uma moça ultrarromântica que, ao longo da novela, vai se tornar uma mulher forte como a mãe. É um processo de amadurecimento da personagem. A referência da novela é enfatizar a posição da mulher na sociedade e, mesmo sendo uma história com protagonistas que são pessoas simples, eles têm o poder de mudar o seu destino, assim como Zefa Leonel e Quinota, que no decorrer da trama dará continuidade à herança da mãe”, define Mario Teixeira.

De Lasca Fogo todos os caminhos parecem levar a Lapão da Beirada, o mais badalado município da região. É lá que o agito da vida urbana, marcada por construções imponentes como o Grande Hotel São Petersburgo, atrai visitantes de outros lugares e orgulha seus moradores – o mesmo não se pode dizer do polêmico, mas popular Cabaré Voltagem.

Na famosa rua Vileganhon, são as vitrines das mais variadas grifes que seduzem seus consumidores, com seus produtos de alto luxo – uma chiqueza só! Por lá, o público vai poder acompanhar as tramoias de Marcelo Gouveia (José Loreto) e sua comparsa Blandina (Luisa Arraes), querendo sempre se darem bem às custas dos outros.

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok.

*Material editado para correção de informações