Uma nova dinastia pantaneira estaria prestes a começar. Pelo menos é o que observam biólogos e guias de safári que atuam no sul-mato-grossense. Isso porque, nos últimos meses, um novo macho apareceu no pantanal de Mato Grosso do Sul e, desde sua chegada, muita coisa tem acontecido – o suficiente para provocar temor.

Ele é suspeito de ter matado um querido filhote de -pintada para tentar acasalar com uma fêmea e ainda atacou brutalmente o macho Iracelmo (ou Acerola), fato que indica uma possível tentativa de tomada de posto.

Mas quem é esse temido macho? Seu nome é Jafar. Ele foi carinhosamente apelidado dessa maneira na região monitorada pela ONG Onçafari, na Caiman Pantanal. Sem mesmo saberem do comportamento que o animal iria apresentar, os responsáveis pelo batismo talvez tenham sido muito certeiros.

Isso porque Jafar é o nome do conhecido vilão da história de Aladin. Seria então a onça macho o vilão do pantanal sul-mato-grossense?

Será que foi Jafar?

Há quase três meses, um pequeno notável filhote chamado Jerônimo sumiu das redondezas. Ele andava sempre acompanhado da mãe Surya e do irmão Juba, por isso, o sumiço não passou despercebido. Seu desaparecimento coincidiu com a chegada de Jafar à região.

E Jafar não chegou sozinho, ele apareceu no pantanal sul acompanhado de outro macho, batizado de Scar. Vale lembrar que Scar é o nome do vilão da saga “O Rei Leão”. Xiii… que é essa que chegou para “tocar o terror” no Pantanal?

Para tentar elucubrar o desaparecimento de Jerônimo, os especialistas trabalham com duas hipóteses: um dos machos ou os dois mataram o filhote para tentar acasalar com a mãe dele, a fêmea Surya, ou Jerônimo “desgarrou” cedo demais e foi se aventurar em outras redondezas.

“Não sabemos o paradeiro do pequeno e estamos procurando por aqui. Ele está com um ano e não é comum onças se separarem da mãe com essa idade. Geralmente, os filhotes desgarram com um ano e meio”, diz Fábio Paschoal, um dos guias da região que acompanhava Jerônimo no dia a dia. “Jerônimo desapareceu quando Jafar e Scar, dois machos novos na área começaram a andar por aqui e isso nos deixa bastante preocupados”, acrescenta Paschoal.

Jafar realmente fez

Outro fato mais recente, no mês de setembro, expôs o comportamento de Jafar e suas possíveis intenções. Ao publicar um raro registro do animal, Fábio Paschoal contou o que aconteceu.

“Esse é o Jafar, macho novo que chegou por aqui na Caiman Pantanal e tomou conta do pedaço. Iracelmo (Acerola), que costumava andar tranquilo por aqui, apareceu com um machucado no pescoço e está evitando a área da cordilheira, onde seu concorrente tem aparecido. Será que Jafar irá tirar o posto de Iracelmo?”, indagou o guia.

Onça Iracelmo, conhecida também como Acerola, precisou ter o colar de monitoramento retirado após Jafar furar seu pescoço - (Fotos: Fábio Paschoal)
Onça Iracelmo, conhecida também como Acerola, precisou ter o colar de monitoramento retirado após Jafar furar seu pescoço – (Fotos: Fábio Paschoal)

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok.

Saiba Mais