A banda Dire Straits na versão Legacy (legado), formada por músicos que fizeram parte do grupo clássico do rock em diferentes épocas, se apresenta Campo Grande pela primeira vez em 13 de maio. A venda de ingressos será liberada a partir deste domingo (12), quase dois meses antes do show, conforme informações da produção local.

Os valores das entradas ainda não foram divulgados. Outra apresentação da banda no espaço Unimed de São Paulo, no entanto, que integra a mesma mundial que virá a Campo Grande, tem tickets já sendo vendidos por valores que vão de R$ 180 + taxas (inteira no setor J, afastado do palco) até R$ 480 (inteira no camarote).

Um leitor que suspeitava de golpe na venda de ingressos compartilhou um link suspeito com o Jornal Midiamax, que questionou à produção se há vendas antecipadas na internet. A resposta foi que não.

“Existe um link que foi aberto, porém, bloqueado logo em seguida. As vendas começarão oficialmente no domingo e todos os outros detalhes serão divulgados então”, explica Gustavo Castelo, que produz o evento na capital-sul-mato-grossense.

Integrantes da Legacy

Embora não se apresentando com os mesmos músicos que marcaram a época de maior sucesso da formação, ainda mais sem o lendário vocalista e guitarrista Mark Knopfler e seu irmão guitarrista e backing vocal David Knopfler, a proposta da Legacy poderá atrair os interessados numa apresentação que recrie a atmosfera oitentista da banda.

De acordo com o que consta no site oficial da Dire Straits Legacy, os músicos que estão em turnê são: Alan Clark (teclado); Phil Palmer (guitarra); Jack Sonni (guitarra e vocais); Trevor Horn (contrabaixo e vocais); Danny Cummings (percussão e vocais); Mel Collins (saxofone), Marco Caviglia (guitarra e vocais), Primiano Dibiase (teclado) e Cristiano Micalizzi (bateria). Deles, apenas Alan fez parte da formação clássica da banda.

Local

O show da Dire Straits Legacy será realizado no Ginásio Guanandizão, que pouco antes receberá também o show da cantora estrela da MPB, Monte.

Saiba Mais