Um filhote de onça-parda foi encontrado durante uma colheita de cana em Vicentina, cidade a 378 km de Campo Grande, e surpreendeu os tratoristas que trabalhavam no local. O momento inusitado foi registrado pela tratorista e influenciadora digital Edijane Silva, que compartilhou as imagens em suas redes sociais, nesta segunda-feira (18).

Empolgada com a situação, ela desce do trator e segue andando até o local apontado pelos companheiros de trabalho. Um rapaz, que também está no local, desce de um segundo veículo com uma garrafa de água e juntos vão ao encontro do pequeno felino.

“Olha, gente! Que lindo… É um filhote de onça-pintada. Eu nunca vi na minha vida, olha que coisa mais linda!”, diz Edijane encantada, enquanto faz carinho no animal. Na sequência, vem a preocupação. “Rapaz, a mãe dela não tá por aqui não, gente? Gente, e se a gente tá pegando nesse bichinho e a mãe dela aparece?”. Um dos tratoristas chega perto e começa a dar água para o felino, que está deitado com a barriga para cima.

Nos comentários da publicação, muitos internautas questionaram o que foi feito com a pequena onça após a gravação do vídeo. Outros, apontaram que eles não deveriam ter tocado no filhote, por se tratar de um animal selvagem.

Para esclarecer as dúvidas, Edijane gravou um segundo vídeo, esclarecendo todas as dúvidas. “O negócio é o seguinte: ali tivemos que pegar a bichinha, se não ia matar a bichinha, né?! Então não tivemos culpa, nós estávamos trabalhando, encontramos a bichinha ali e salvamos ela”, pontuou a tratorista. “Tem um monte de gente vindo criticar, falar um monte de m*rda (…) Que não pode pegar… Como que a gente não vai pegar? A gente salvou a bichinha. A máquina ia pegar ela, então tiramos e deixamos em um lugar que a mamãe dela vai encontrar ela”, explica.

Ainda repercutindo os comentários que recebeu desde a publicação do vídeo, Edijane expôs comentários maldosos que recebeu sobre o destino da oncinha. “Teve uns certos monstros aí falando: ‘Mata’. Você é doido de achar que a gente vai fazer isso com bichinho”.

A tratorista finalizou afirmando que a onça está no mesmo local, está bem e que os funcionários estão monitorando o animalzinho. Caso o filhote não seja encontrado pela mãe, irão acionar os órgãos responsáveis. “Se a mamãe dela não encontrar, os meninos vão ligar pro Ibama vir pegar ela”.