Feliz da vida, José Andrade Neto agora faz parte do time de juízes que pediram exoneração para trilhar outro caminho. Após atuar como Juiz de Direito do Tribunal de Justiça de por 21 anos, ele diz que finalmente vai poder seguir o “desejo do coração”, “sem amarras”, depois de abrir mão de um dos cargos mais cobiçados na área do Direito.

Ao ter o pedido de exoneração deferido em Campo Grande, José Andrade Neto comemorou o desligamento do serviço público nas redes sociais. “Chega ao fim um ciclo de 21 anos da minha vida. Durante 21 anos, procurei exercer a magistratura da forma mais honrada possível, sempre comprometido a entregar a Justiça. Mas, agora, a vida me chama para seguir um outro caminho”, iniciou ele em relato.

Na sequência, o juiz, que já vinha desenvolvendo trabalhos como coach, vendendo e dando palestras ensinando o Direito para advogados menos experientes, revela que é isso que fará até o fim de seus dias.

“O desejo do meu coração é espalhar o conhecimento e a experiência que eu adquiri como juiz sem amarras, sem restrição. Pra fazer com que as pessoas não errem onde eu errei e não caiam nos buracos onde eu caí, e é o que vai mover minha vida agora, até o final dela. A docência, a advocacia privada, eu vou procurar fazer da melhor maneira possível tudo aquilo que eu aprendi”, disse Andrade Neto.

“Maior projeto da minha vida”, diz juiz que pediu exoneração em MS

Segundo ele, este é o maior projeto de sua vida. A exoneração foi deferida no dia 1º de agosto de 2023, em documento assinado pelo presidente do TJMS, Sérgio Fernandes Martins, no qual agradece os serviços prestados por José Andrade Neto.

“Resta apenas agradecer ao magistrado pelos mais de vinte anos dedicados à magistratura estadual e desejar-lhe sorte em seu novo caminho”, ressalta a portaria do acolhimento da exoneração, destacando que o pedido partiu “apenas da vontade do próprio magistrado, bem como da constatação de que o mesmo não está respondendo a processo administrativo para demissão ou processo judicial para perda do cargo”.

Antes de solicitar o desligamento, José Andrade Neto já vinha se destacando Brasil afora com seus cursos ensinando “como ganhar causas”. Com mais de 450 mil seguidores nas redes sociais e com estudantes e jovens advogados recorrendo a seus cursos, o então magistrado entendeu que era chegada a hora de escolher, até porque o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) não permite atividades de coach para juízes.

Juízes influencers são nova tendência

Desde 2015, o juiz influencer produz conteúdos para a internet. Ele conta que sofreu muito pela falta de experiência prática e não teve alguém da família na mesma área para ajudá-lo no início da caminhada no Direito. Por isso, passou a se dedicar a auxiliar quem se encontra em situações semelhantes.

Segundo Andrade Neto, a intenção de seu trabalho é ajudar profissionais novatos, para que estes não passem pelo mesmo. “Há oito anos, comecei a divulgar conteúdo prático, aquilo que você demoraria tempo para descobrir e errar para poder aprender”, garante ele.

Desse modo, José Andrade Neto entrou para um vasto grupo de juízes que tem pedido exoneração pelo Brasil. Tanto que, ao comunicar o desligamento do serviço público, recebeu as boas-vindas de quem já passou pelo mesmo. “Bem-vindo ao time dos que se exoneraram. Aposto que você será mais feliz na área privada, como eu também sou”, apoiou o professor Gabriel Habib.

E essa onda de juízes abrindo mão do cargo, inclusive, foi tema de publicação crítica do perfil de jurídico “A treta que dá honorários”, que destaca a tendência observada entre os profissionais do Direito. Nos comentários, advogados de todo o país se dividem em opiniões polêmicas a respeito do assunto.

Confira:

Contudo, para o juiz campo-grandense que optou por se dedicar às redes sociais e a vender cursos, a mudança de carreira só traz vantagens. Além da “liberdade” para conduzir seu trabalho, ele comemora o fato de poder passar mais tempo com a família e acredita que a exoneração tenha sido uma resposta de Deus. Veja:

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok.