A arquiteta campo-grandense Paula Magalhães ganhou holofotes mundiais desde que comprou uma casa por 1 euro na Itália, em 2022. Sim, ela pagou 1 euro por uma residência no país europeu, valor equivalente a quase seis reais, se convertidos para a moeda brasileira. E a situação tão “fantástica” chamou tanta atenção que foi parar no programa homônimo da TV Globo após o caso repercutir nos quatro cantos do planeta.

Desta vez, a história da campo-grandense foi contada por Sabrina Sato, no quadro “Essa eu quero ver”, do “Fantástico”. Na atração, a apresentadora confere de perto histórias que nem parecem reais de tão absurdas.

Há mais de quatro anos, Paula se mudou de Mato Grosso do Sul para seguir seus sonhos e foi uma das sortudas escolhidas pelo Governo local para comprar um imóvel com o valor simbólico de 1 euro. É claro que, ao vencer o concurso e agarrar a oportunidade, a arquiteta publicou em todas as redes sociais. O vídeo chegou à Sabrina, que fez questão de ir até Paula na Itália só para ver se não era lorota. E não era.

A casa comprada por 1 euro fica na cidade de Limosano, “que tem cara de abandonada”, conforme a ex-panicat. Questionada pela apresentadora, a sul-mato-grossense revela que há apenas duas famílias morando no centro histórico da cidade, onde existem 200 casas – quase todas completamente desocupadas.

“Aqui é um centro histórico com mais de mil anos e, depois, eu acho que lá por 1900 todo mundo começou a sair daqui. Então, a Prefeitura da cidade resolveu fazer esse programa de casas a 1 euro para poder chamar outras pessoas para virem morar aqui”, explicou a campo-grandense.

Sabrina então quis conhecer o imóvel, que é antigo e segue a arquitetura secular da Itália. Por lá, encontrou diversos móveis e objetos antigos abandonados na residência e concluiu: “É muito assustador”.

Só 1 euro mesmo?

Depois de ver tudo, a apresentadora quis entender como Paula conseguiu comprar a casa por 1 euro. Foi quando a campo-grandense então revelou: “A casa custa 1 euro porque, na verdade, eu tenho que pagar toda a reforma. Ainda estou fazendo o projeto, mas acredito que vou ter que investir 20 mil euros numa reforma básica”, disse ela.

“Tem que fazer um contrato com a prefeitura e pagar um depósito calção de 2 mil euros, que vai assegurar que vou reformar”, acrescentou Paula.

Agora, a arquiteta coloca os conhecimentos de sua profissão na prática para reformar da maneira mais digna o imóvel que praticamente ganhou de presente – já que esta é sua obrigação com o Governo. Para tanto, ela compartilha em suas redes sociais o passo a passo da criação do projeto e, aos poucos, tudo vai ganhando forma.

“Quando cheguei aqui na Itália, ouvi muita gente dizendo que eu não ia conseguir, mas eu simplesmente não ouvi ninguém, apenas segui quietinha atrás do que eu acreditava. Hoje nós temos três casas na Itália, estou exercendo a minha profissão que eu tanto amo, cada dia que passa encontro mais pessoas maravilhosas no meu caminho e o melhor de tudo, estou ajudando outras pessoas a também realizar os seus sonhos”, comemora a campo-grandense.

À direita e à esquerda, alguns projetos de Paula para o imóvel. No centro, a arquiteta na fachada da casa de 1 euro - (Fotos: Arquivo Pessoal)
À direita e à esquerda, alguns projetos de Paula para o imóvel. No centro, a arquiteta na fachada da casa de 1 euro – (Fotos: Arquivo Pessoal)

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. Acima de tudo, com sigilo garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.