A é um convite para uma experiência visual única, que permite contemplar cenários e transições do Pantanal de Mato Grosso do Sul. Trata-se de um compilado dos registros feitos durante as expedições do artista entre os anos de 2017 e 2023. Ao todo, são 21 disponíveis nas mais variadas dimensões, além dos mosaicos com 1,80 cm de largura. A visitação é gratuita, com exibição exclusiva na quarta-feira (06/12), a partir das 18h30, no Teatro do Mundo, em Campo Grande (MS).

A iniciativa, idealizada e organizada pelo próprio artista, é uma declaração de amor ao bioma pantaneiro. Uma relação que começou aos cinco anos de idade, junto ao pai, que construía casas flutuantes sob as águas dos rios e Paraguai- Mirim.

“Cheguei a passar três meses em uma dessas casas. Meu cotidiano era viver sob as águas, observando a fauna, flora, e seus comportamentos”, relembra Gabriel Gabino. Em 2006, com o falecimento do pai, as viagens corriqueiras cessaram.

Em 2017, já como fotógrafo profissional, retornou ao Pantanal. Desde então, sucessivas expedições, muitas a trabalho, e outras de forma voluntária. “Foram anos de espera e aprimoramento, no anseio por voltar ao local que passei boa parte da minha infância”, destaca.

A exposição representa um ciclo de seis anos de trabalho. Um olhar otimista e reflexivo, impresso em telas, que podem percorrer as paredes do cotidiano de muitas outras pessoas. “São como janelas abertas para um quintal colorido e cheio de vida, o meu Pantanal”, pontua.

fotos: Gabriel Gabino

Saiba Mais