A facilidade em ensinar, o domínio da matemática e a vontade de ajudar pessoas com dificuldades na matéria fizeram com que Fernando da Silva Batista, o garoto tímido da sala no tempo de escola, se tornasse professor universitário e criador de conteúdo na internet.

Fernando conta que sempre teve facilidade com a matéria que era o grande “terror” dos seus colegas de escola e por isso, sempre que podia, ajudava quem tinha dificuldade com o conteúdo. “Eu sempre fui aquele rapaz que desde o tempo de escola sentava no fundo da sala e era de poucos amigos, mas sempre busquei ajudar quem vinha me perguntar, se eu soubesse o assunto”, conta.

E apesar de lecionar não ter sido sua primeira opção profissional, é nessa área que hoje ele se sente realizado e consegue ajudar várias pessoas, inclusive pelas redes sociais.

“Entrei na faculdade de matemática e no final do meu mestrado eu pensei em criar o canal do YouTube. Eu criei em dezembro de 2015, e, a partir de então, venho produzindo vídeos pra tentar ajudar a galera, principalmente em relação à matemática”, conta Fernando, que reforça também que em suas redes sociais ele aborda outros temas.

O professor conta que a ideia surgiu por perceber que as pessoas têm dificuldades com a matéria, tanto em conteúdos básicos, quanto em conteúdos comuns em concurso e, quando alguém pedia ajuda, por vídeo era muito mais fácil resumir suas ideias. Assim surgiu o canal, o Cafemática (café + matemática).

“A ideia do nome surgiu quando eu ainda estava na graduação, em 2008. A gente tinha um grupo que se reunia e se chamava de cafemáticos. As pessoas que iam lá faziam matemática e paravam pra tomar café junto na hora do intervalo”, relembra.

Os “cafemáticos”, em 2008. (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

Conteúdos para as redes sociais

Se engana quem pensa que nas redes sociais de Fernando só se encontra conteúdos da matemática básica. Lá tem todo tipo de material que parte das principais dúvidas de alunos e seguidores, sejam eles estudantes ou professores.

“Eu abordo assuntos que vão desde matemática para concurso, raciocínio lógico, matemática básica e de ensino superior até preparatório para o Enem, sempre na intenção de ajudar professores e alunos”, explica.

“Tenho um tipo de playlist no YouTube que se chama tutoriais. Esses tutoriais são voltados para ajudar as pessoas com programas que eles usam no mundo estudantil. Por exemplo, tem um programa chamado GeoGebra que ajuda na construção de geometrias. Então lá eu explico a respeito disso”, conta.

Além desses temas, Fernando também ensina a usar o Word para quem precisa digitar trabalhos para a escola ou universidades. Outro tema que o professor tem levado às plataformas é a IA (inteligência artificial) e conta que “é bastante interessante, atrai a atenção de muita gente com curiosidade e que acha que é algo muito distante, mas, na verdade, não, é algo que está cada vez mais acessível”.

Mas tem um conteúdo que tem o coração de Fernando. “Matemática para Concurso é especial para mim, porque ajudar as pessoas a vencer a dificuldade com matemática pode, literalmente, mudar as vidas das pessoas! Pode permitir com que ingressem naquele emprego que querem/precisam”, explica.

Evento do YouTube foi realização profissional

Em setembro de 2022, Fernando teve a oportunidade de ser um dos convidados para o EduCon, evento do YouTube Brasil para criadores de conteúdo de educação.

“Pra mim foi a coroação de um processo. Eu acho que é a confirmação, assim, sabe? Pra mim ter sido convidado pra EduCon foi como: ‘você tá fazendo direito sim e a gente tá te vendo. Parabéns, continua o seu bom trabalho’. Pra mim foi o YouTube me dizendo isso”, relembra emocionado.

“Foi muita felicidade! Eu costumo dizer que foi o evento que mudou uma chave na minha cabeça. Não tem plano B. É fazer dar certo isso de internet. Me deu a sensação de estar entre os meus, sabe? Nesse evento aí estavam pessoas que eu admiro muito como, por exemplo, o Castanhari, o Iberê, do Manual do Mundo, entre tantos outros”.

EduCon 2022. (Foto: Reprodução/EduCon)

E por que a matemática é o “terror” de tanta gente?

Bom, é fato que muitas pessoas fogem da matemática, matéria que acaba se tornando vilã de muitos estudantes. Mas o Fernando explica que isso muitas vezes está conectado ao desconhecimento.

“Quando você não conhece alguma coisa, aquilo te assusta. Gosto de comparar com o escuro. Quando está tudo escuro, você não sabe para onde vai, você está perdido e aquilo traz um sentimento de angústia, porque remete aquela sensação de ‘não sei para onde ir’. Então acho que a matemática é meio parecida. Às vezes você está num assunto que você até sabe, mas só o fato de não ter certeza se a resposta está certa, já fica com essa sensação angustiante”, explica.

E se você também “corre” da matemática ou ficou curioso para conhecer mais do trabalho de Fernando, é só acessar o Instagram @cafematica ou o canal do YouTube @cafematicaoficial.