Arriba, muchachos! Nesta semana o Cliente Oculto estava ‘muy caliente’ e saiu em busca da picância da culinária mexicana. Antes de mais nada, precisamos pontuar a escassez de restaurantes especializados nesse tipo de prato em Campo Grande. São realmente muito poucos, mesmo assim, o degustador secreto do Jornal Midiamax encontrou uma boa opção na cidade e se deliciou com iguarias apetitosas e que celebram a cultura do nossos hermanos do México.

O restaurante da vez foi o Azteca Mexicano, que fica no Gastrota, um parque culinário na Rua Marques de Pombal, no Bairro Tiradentes. O lugar é bem aconchegante, iluminado, e reúne vários trailers que vendem comidas e bebidas variadas. Logo na entrada, há um palco onde artistas se apresentam com música ao vivo e dão um clima todo peculiar para o ‘rolê’. A música é em som ambiente e além de animar a noite, não impede que você converse com as pessoas que estão na mesa.

O trailer do Azteca tem os tradicionais chapéus mexicanos e decorações com cactos e mandalas que trazem à mente um pouquinho dos símbolos do país. Tudo é simples, mas de muito bom gosto para fazer o cliente entrar no clima.

Restaurante tem ambiente simples e aconchegante - (Foto: Cliente Oculto, Midiamax)
Restaurante tem ambiente simples e aconchegante – (Foto: Cliente Oculto, Midiamax)

Na recepção, as atendentes foram bem sérias, mas se soltaram no decorrer da noite. Elas usavam toucas, aventais e tudo era bem limpo.

No cardápio, é claro, não podia faltar os principais pratos que vêm à mente quando se pensa em culinária mexicana: o famigerado guacamole, tacos, burritos, nachos e o picante chilli. Com as opções, é possível ter uma ideia do que é sucesso e atrai turistas ao país que fica a quase 7 mil quilômetros de distância de nós.

E quanto custa comer comida mexicana em Campo Grande?

O valor dos pratos começa em R$ 23 e chega até a R$ 68, um preço justo, principalmente se for levado em consideração o tamanho das porções, que servem tranquilamente duas pessoas.

Quem não come carne também tem vez e as versões vegetarianas dos pratos são um dos pontos positivos. Outra estrelinha vai para as tortilhas de milho servidas, que são artesanais, nada de Doritos.

Para avaliar o sabor, a pedida foi um combo de guacamole, o caliente chilli beans e tacos de carne bovina. Todos os combos acompanham as tortilhas de milho, molho especial, geleia de pimenta e guacamole. Tudo é servido separadinho em caixas bem funcionais.

Comida mexicana estava boa?

O guacamole, que é uma espécie de pasta de abacate salgada, estava saboroso, fresco e temperado na medida certa. A tábua custou R$ 35 e a porção é generosa e serve duas pessoas.

Chilli é para os amantes de pimenta, mas não chega a ser difícil de se comer. A iguaria é uma espécie de purê de feijão batido com carne e um mix de temperos e pimenta. No recipiente é adicionado queijo que no nosso prato não veio muito derretido e por isso não incorporou à pasta. O resultado foi uma bola pesada de queijo no meio e isso não agradou muito, no entanto, nada que tivesse grande interferência no conjunto da obra. O valor do prato saiu a R$ 39 e também serviu duas pessoas.

Mas os queridinhos da noite, sem dúvida, foram os tacos, que estavam saborosíssimos e que realmente valeram a ida ao restaurante. Pagamos R$ 43 e vieram duas unidades com recheio de carne bovina e temperos mexicanos. Os preços variam de acordo com a escolha da carne, que pode ser de frango, pernil suíno, chilli ou a versão vegetariana. Ainda é possível escolher a tortilha feita com milho ou com trigo.

Senti falta!

O cardápio ainda inclui três tipos de sobremesa e bebidas, que são basicamente água e refrigerantes, sem opção de bebida alcoólica, inclusive, sentimos falta da boa e velha tequila, que com certeza deixaria a noite mais animada e com espírito mexicano.

O local

Os banheiros são compartilhados para clientes de todos os trailers e respeitam regras de acessibilidade. Tudo estava limpo e com oferta de papel e sabonete. Ficou curioso? O Azteca Mexicano fica na Rua Marquês de Pombal, 1711, no Bairro Tiradentes.