A sede do Parque do Laçador em irá ganhar uma nova obra. Será a construção da cobertura da pista de competição, com investimento de R$ 4,5 milhões. O ‘Laço Comprido' está em pleno crescimento em Mato Grosso do Sul, com a realização de grandes eventos em diferentes cidades, gerando empregos, renda e contribuindo com a economia local.

O governador Reinaldo Azambuja assinou o apoio financeiro no dia 23 de julho, em Bela Vista, no valor de R$ 4,5 milhões, para construção da cobertura da pista em Campo Grande, em uma estrutura que vai dispor de 9.510 metros quadrados, com galpão, varandas laterais e barracões.

“Desde 2015 construímos esta parceria com o laço comprido, com apoio e incentivo à modalidade. Esta cobertura da pista era um sonho para a categoria. O Governo não daria as costas a um tão tradicional no Estado. Faz parte da cultura sul-mato-grossense e tem o nosso reconhecimento”, disse o governador.

Élvio Borges Garcês, diretor do Parque do Laçador, destacou a importância deste apoio para realização dos eventos. “Retomamos as atividades e temos que enaltecer este apoio à nossa modalidade, com todos os compromissos cumpridos nos últimos anos junto a categoria”.

Outras obras

Além da cobertura da pista, a gestão estadual já contribuiu com obras importantes no Parque do Laçador, entre elas a construção de vestiários, galpões e barracões, assim como da área onde está a sede, na Capital, e ajuda para implantação da pista de laço e arquibancadas.

Para infraestrutura urbana, também contribuiu com a pavimentação de 1 km que dá acesso ao local, fazendo a ligação com a rodovia BR-262, na saída para Três Lagoas. Antes, para chegar ao Parque era estrada de chão e agora tem uma via pavimentada à disposição do público e competidores.

Eventos

Com a retomada dos eventos no ano passado, o Governo do Estado destinou R$ 1,2 milhão por meio da Fundesporte (Fundação de Desporto e do MS) para ajudar no custeio da modalidade, beneficiando 33 clubes federados no Estado, que realizam eventos em diferentes cidades.

O recurso foi destinado para realização das competições, na aplicação das estruturas como tendas, palcos, arquibancadas, grades de contenção e sonorização, assim como na aquisição das premiações aos vencedores. Este apoio permite cumprir as 30 competições em 26 municípios do Estado.

Os eventos movimentam a economia dos municípios, com hotéis lotados, restaurantes aumentando o movimento, fomento ao turismo local e esporte e lazer para o público. Segundo a Federação a média é a realização de três festas por mês, com a participação de mil laçadores em cada.