“As músicas vêm pra gente como se fosse um espírito querendo encarnar”, diz Almir Sater

Após show antológico de cantor sul-mato-grossense, Dourados encerra festa caipira neste sábado
| 02/07/2022
- 11:25
“As músicas vêm pra gente como se fosse um espírito querendo encarnar”, diz Almir Sater
Almir Sater, durante passagem de som em Dourados (Foto: Marcos Morandi, Midiamax)

Desde a pandemia do coronavírus sem fazer uma apresentação musical, o cantor Almir Sater levou uma multidão de fãs para a segunda noite da 43ª Festa Junina de Dourados realizada na noite desta sexta-feira (1) no Centro de Convenções. O evento que abriu espaço para a cultura e também para a gastronomia, termina neste sábado (1).

Antes da apresentação em que mostrou clássicos regionais, como Comitiva Esperança, Trem do Pantanal, O Peão, Assim os Dias Passarão, D de Destino e Tocando em Frente, o cantor sul-mato-grossense fez a passagem de som e em seguida conversou com a imprensa. No bate-papo descontraído, Sater também falou da sua participação na nova versão da novela Pantanal.

Ao ser questionado pela reportagem do Midiamax sobre a letra de ‘Peabirú’, que tem um conteúdo mais político e que faz parte da trilha sonora da novela, o cantor explica que ela foi feita em parceria com Paulinho Simões e acabou escolhida para ser tema do peão José Lucas de Nada, que é crítico ao agronegócio.

“A gente não sabe como a músicas vem pra gente. A gente não escolhe o tema. É muito difícil a gente falar vou fazer um tema tal e fazer uma .  De repente o próprio som do instrumento ou nosso próprio som vocal nos conduz para algum tipo de letra. As músicas vêm pra gente como se fosse um espírito querendo encarnar. Então fica uma respiração no céu querendo se materializar como música né. A gente não tem controle disso. Quando você controla o tema é jingle”, revela Almir.

Entre outros assuntos, Almir Sater também falou da amizade com Renato Teixeira. “Vejo o amor que ele tem por Dourados. Reconhecido cidadão douradense com muito mérito, pois ele é uma pessoa que se apaixonou pela cidade, praticamente está morando por aqui. Ele tem bom gosto”, disse Almir sobre a escolha de Renato, que está casado com uma da cidade.

Veja também

A Ginga Espaço de Dança representou o Estado com a coreografia ‘Omulú’ e trouxe o prêmio para casa

Últimas notícias