Sabe quais são? 5 manias dos campo-grandenses que deixam os entregadores morrendo de ódio

"Atender capricho de marmanjo preguiçoso" deixa os entregadores de Campo Grande furiosos
| 06/08/2022
- 08:30
entregadores
Motoentregadores concentrados nos Altos da Afonso Pena reivindicando melhorias - (Foto: Ranziel Oliveira/Midiamax)

Não atrapalhar o trabalho dos entregadores é fundamental para que as entregas aconteçam com agilidade e eficiência, afinal, você muito provavelmente não é o único da extensa lista de clientes a receber um pedido durante a viagem do motoboy. Sem contar que "enrolar o passe" atrasa a vida do trabalhador, que vai demorar mais um pouquinho para pegar outra entrega se o cliente for muito enrolado.

Sabendo dessa problemática e recebendo relatos com frequência, o MidiaMAIS conversou com alguns motoboys de Campo Grande que revelaram, com unanimidade, 5 manias dos campo-grandenses que os deixam morrendo de ódio. Segundo eles, as reclamações listadas abaixo representam 100% da classe que trabalha com entregas.

Enrolação

Demorar para buscar o produto que está sendo entregue está no topo das reclamações, ainda mais quando o aplicativo disponibiliza o trajeto do entregador em tempo real, por meio de GPS. "Eu tenho certeza que essa é a pior pra todo mundo. Não tem coisa pior", afirma o motoboy Anderson Silva.

"Quando a plataforma que o cara tá pedindo não mostra a rota, é obrigação dele ficar atento, esperando, porque sabe que o entregador vai chegar. Pode não mostrar o caminho, mas toda plataforma, isso é geral, mostra quando sai pra entrega. Então, é o mínimo", concorda e acrescenta Lauro Medeiros, outro motoboy de Campo Grande.

A solução parece tão simples e otimizaria a vida de todo mundo, acredita o entregador Wesley Rocha. "Custa ficar esperando? Você já pega o lanche logo e já libera o motoboy. O povo é muito sem noção, não dá pra entender, isso atrapalha. É só ficar atento e ir no portão buscar, sei lá, mas tem uns que parece que quer que você dê até a comida na boca, sendo que você só tá ali pra entregar", lamenta ele.

Na hora de pagar

Se o pagamento não é feito de forma digital, por cartão, ele também pode virar motivo para dor de cabeça. Problemas com troco e falta de dinheiro acontecem com frequência, para a fúria dos motoqueiros. "Já aconteceu de eu levar o pedido e pessoa apareceu com uma nota de 100 pra pagar, sendo que a encomenda dela era 30. Eu não carrego dinheiro, isso complica muito porque o motoboy não tem o que fazer e ainda fica com esse rolê de pagamento pra resolver", explica Wesley.

"Já tive que voltar na loja pra buscar o troco, foi muita sacanagem. Isso gasta gasolina, tempo e tudo mais", completa. Anderson passou por uma situação ainda pior. Ao entregar o pedido, o usuário do aplicativo pagou faltando 5 reais. "É sacanagem, como que a pessoa pede e não confere se tem dinheiro pra pedir. Aí o problema sobra sempre pro entregador, a loja vê depois", comenta ele.

"É a gente que tem que resolver os 'pepinos', não deveria ser assim, mas é como acaba sendo. Porr*, eu só tô lá pra entregar. Tem que ter a noção de conferir quanto deu e conferir a carteira antes de fazer o pedido", completa Lauro.

Subir no prédio

"Tem como subir aqui? É o apartamento tal". Os folgadinhos que não querem descer para buscar a entrega são clichê nas reclamações dos motoentregadores. Para os entrevistados, a situação de subir em um prédio para entregar na porta do pagamento não é bem aceita.

"Não somos funcionários deles, trabalhamos para o aplicativo ou pra loja. Se eu cheguei na portaria do seu prédio, você precisa descer pra buscar. Essa acontece demais. Tem cara que deixa você esperando 10 minutos ou mais", lamenta Anderson.

"Já deixei lanche na portaria por isso e a pessoa ainda me avaliou mal no app, me prejudicou bastante, porque se você é mal avaliado o aplicativo começa a te mandar menos entregas, e subir até o apartamento não era o meu trabalho", diz ele.

Entrar no condomínio

Deixar o entregador esperando na porta do condomínio ou pedir para ele entrar e ir entregar no bloco X é considerado completamente desrespeitoso se o solicitante não possui nenhuma justificativa.

"A gente até entende se a pessoa tá na cadeira de rodas, é cega ou algo do tipo, idosa... nesses casos, a gente vai e é importante avisar pra que a gente fique sabendo, mas se não tem nada disso, é só folga mesmo, aí é sacanagem fazer motoboy aumentar o trajeto dele, ir até o bloco que as vezes é longe, pra atender capricho de marmanjo preguiçoso", dispara Anderson.

Reclamação de pedido errado

Depois dos problemas com enrolação para buscar a entrega, resolver b.o com pedido errado é a segunda maior e principal reclamação. O motoboy entrega e se o pedido estiver com algum problema, também é em cima deles que o povo "cai matando".

"O que eu posso fazer se você pediu coca e veio fanta? Eu só tô entregando, reclama no aplicativo. Tem gente que quer segurar a gente na porta de até a gente resolver. Se você é contratado do estabelecimento pra fazer a entrega, aí sim é sua obrigação, mas se é aplicativo de comida, você não tem o que fazer", pontua Lauro.

Os demais concordam e também reclamam do mesmo problema. "Se o entregador não é da loja, reclamação é no aplicativo", diz Wesley.

"A não ser que o motoboy tenha feito confusão, trocado pedido, entregado errado, o que a gente sabe que as vezes acontece se o volume de entregas é grande. Se foi erro do motoboy, o cara precisa assumir a responsabilidade e resolver, mas se foi da loja e você só tá entregando o cliente tem que saber que não adianta reclamar com quem tá entregando", completa e finaliza Anderson.

E você, se viu em alguma dessas situações e já cometeu alguns desses vacilos com os entregadores? Um pouquinho de consciência e respeito com o trabalho do outro não faz mal a ninguém.

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente ou quer comentar a história acima? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok

Veja também

Últimas notícias