MidiaMAIS

Zuckerberg é comparado a Suzane Von Richtofen e não recebe perdão: 'que não se repita'

Brasileiros estão floodando o "todo-poderoso" em sua própria publicação

João Ramos Publicado em 05/10/2021, às 10h37

Meme está circulando nas redes sociais
Meme está circulando nas redes sociais - (Foto: Reprodução)

Pouco tempo depois das redes sociais voltarem à normalidade na noite desta segunda-feira (4), Marck Zuckerberg, dono dos aplicativos de relacionamento que saíram do ar e provocaram um colapso no mundo, se pronunciou e pediu desculpas à toda a população pelo caos da instabilidade.

Em seus perfis na internet, Zuckerberg se manifestou e avisou que os serviços estavam retornando, após mais de 6 horas de pane geral. "Facebook, Instagram, WhatsApp e Messenger estão voltando online agora. Desculpe pela interrupção de hoje - eu sei o quanto você confia em nossos serviços para ficar conectado com as pessoas de quem gosta", escreveu o detentor das plataformas.

Imediatamente, brasileiros invadiram a publicação de Zuckerberg e o descascaram vivo pela queda dos aplicativos por tantas horas seguidas. "Para de me limitar!", escreveu um internauta campo-grandense. "Pelo Love of God, faz isso mais never more não hein Zuka", pontuou outro. "Sorry nada, põe as parada on-line que eu tô sem postar meme há mais de horas", comentou um terceiro.

E a enxurrada de "ataques" ou cobranças não parou por aí. "Que isso não se repita", escreveu uma brasileira. "Tu tropeçou no fio e não quis admitir", zoou outro. Ele chegou a ser comparado com Suzane Von Richtofen por ter "matado as redes sociais". Veja:

A queda

Usuários dos principais aplicativos de relacionamento foram pegos de surpresa no final da manhã desta segunda-feira (4) quando, em colapso geral, todas as redes sociais de Mark Zuckerberg pararam de funcionar.

O site Downdetector registrou pico de reclamações de instabilidade para o WhatsApp, Facebook, Messenger e Instagram. Apenas o Twitter e o Telegram, como sempre, seguiram intactos e funcionaram normalmente durante o caos.

O motivo da queda, segundo resposta do Facebook enviada ao G1, ainda está sendo investigado, mas não parece estar relacionado a qualquer ordem judicial. Há alguns anos o Whatsapp chegou a ser bloqueado no Brasil por conta disso, mas a situação atual não é a mesma.

Após mais de seis horas de instabilidade, as redes sociais voltaram a funcionar no início da noite desta segunda (4).

Jornal Midiamax