MidiaMAIS

Soluções para se sentir de casa nova sem passar pelo quebra-quebra da reforma

Arquiteta dá dicas para renovar o lar sem precisar fazer obra e sem gastar muito

João Ramos Publicado em 13/05/2021, às 07h58

Piso sobre piso, iluminação e adesivos para móveis são algumas dicas
Piso sobre piso, iluminação e adesivos para móveis são algumas dicas - (Reprodução)

Tem horas que a casa da gente pede uma mudança, seja um detalhe simples ou transformações mais complexas. Mas não é todo mundo que tem tempo de tocar uma reforma e pode se dar a esse luxo. Na correria do dia a dia, obras podem acabar se tornando impossíveis de serem conduzidas.

Quando o assunto é repaginar o lar, há também a questão orçamentária. Às vezes, é preciso adiar grandes procedimentos de renovação e ir mascarando conforme o bolso dá conta.

Diante desses exemplos, a arquiteta Daniela Ferreira dá algumas dicas de fácil resolução que promovem uma boa transformação do ambiente sem precisar passar pelo quebra-quebra da reforma e sem gastar muito.

Confira essas facilidades que vão te ajudar a deixar sua casa de cara nova, sem obra nenhuma:

Piso sobre piso

Pisos são importantíssimos para o ambiente de uma casa. Eles chamam os olhos, dependendo da ocasião, explica a arquieta. "Por isso é importante ter esse olhar, saber quando aquilo precisa mudar. As vezes tem uma mancha, ou tá muito desgastado. Mas dá pra trocar o chão sem quebrar tudo. Existem produtos especiais que colam um em cima do outro e o resultado é excelente", afirma. Antes de tudo, é preciso fazer a limpeza da superfície e em seguida a marcação de onde será colocado o piso. Depois, basta aplicar a argamassa ou cola especial para assentar piso sobre piso. Em seguida, é só ir colocando um a um. 

Papel de parede para renovar a decoração

Opção já antiga e usada há muito tempo, o papel de parede é certeiro na renovação de ambientes. Você, muitas vezes, não precisa nem pintar a parede quem o produto vai ser aplicado, economizando com tinta e evitando a sujeira da pintura. Praticidade é a palavra. 

Entretanto, alguns cuidados são necessários para não errar na hora da aplicação. "Você precisa fazer uma escolha certeira, tanto do local quanto da estampa. Nada pode ficar muito destoante. Medir a parede é fundamental para que não fiquem partes sobrando ou faltando. Prepare a superfície se ela tiver texturas ou falhas que podem estragar a aplicação do papel e faça uma aplicação reta e sem bolhas", orienta a arquiteta.

Adesivos na mobília

O adesivamento de móveis ainda é uma técnica recente no mercado. O material usado, normalmente, se assemelha a uma película e pode ser moldado de forma simples, se adaptando a qualquer superfície.

"Além disso, o adesivo é lavável e, portanto, bem fácil de manter higienizado. Ele pode ser usado em áreas úmidas, em móveis e também em eletrodomésticos, podendo revestir guarda-roupas, geladeiras, fogões, portas, mesas, armários, escrivaninhas, porta de elevadores e muitos outros itens", detalha Daniela.

Algumas vantagens de investir nos adesivos para móveis:

  • é um procedimento versátil que pode ser feito em praticamente qualquer superfície;
  • existem muitas opções de cores e acabamentos, permitindo modificar totalmente a decoração de um ambiente;
  • o adesivamente oferece mais proteção às peças, garantindo maior durabilidade e proteção contra umidade e poeira;
  • é um método prático e fácil de ser feito;
  • a durabilidade é alta, em média 7 anos;
  • os adesivos combinam com praticamente qualquer estilo decorativo;
  • a manutenção é muito simples, já que basta apenas fazer a limpeza com um pano umedecido com álcool e evitar produtos químicos ou abrasivos.

Iluminação

Defina e entenda o ambiente. Cada espaço da casa possui necessidades e propostas diferentes. Integre luz natural e artificial, porque a integração entre luz natural e artificial é essencial para garantir a funcionalidade do ambiente. "Destaque elementos, direcionando a luz para pontos ou objetos específicos. Isso deixa tudo com o ar mais chique. Ouse nas escolhas, sem ir pela extrema simplicidade. Opte por itens versáteis, que podem servir para várias outras utilidades e combinar com muitos tipos de ambientes", diz a profissional.

Trocar puxadores de móveis

Há puxadores de diversos materiais no mercado hoje em dia. Em geral, os menores e mais retrô são de porcelana e de madeira. Já os de plástico e de metal costumam ser maiores e mais variados.

Para decidir o material do puxador, segundo a arquiteta, você deve considerar a harmonização com o estilo do móvel e também outras características do cômodo. Em ambientes em que há umidade e sujeira, como banheiro e cozinha, dê preferência para puxadores que sejam fáceis de limpar: de metal, lisos e sem frisos.

Jornal Midiamax