MidiaMAIS

Projeto da UEMS, em Campo Grande, é finalista do 33º Troféu HQMIX, o Oscar das HQs

Projeto de pesquisa "NuPeQ" aborda as manifestações das histórias em quadrinhos em Campo Grande

Nathália Rabelo Publicado em 17/09/2021, às 18h46

NuPeQ atua em Campo Grande, na Universidade Estadual de MS
NuPeQ atua em Campo Grande, na Universidade Estadual de MS - Foto: Arquivo Pessoal

Mato Grosso do Sul está vibrando! Isso porque o Núcleo de Pesquisa em Quadrinhos (NuPeQ), da Universidade Estadual de MS (UEMS), está concorrendo na final do 33º Troféu HQMIX, concurso considerado o “Oscar” dos quadrinhos. O NuPeQ funciona em Campo Grande e tem quatro indicações em duas categorias: Livro Teórico e Evento.

Na categoria Livro Teórico, as obras finalistas são: “Isto é um trabalho para… Os quadrinhos: Reflexões por trás dos balões”; e “Olhares sobre os textos: Verbal e não verbal. Jornada 4”, ambos de autoria do projeto. Já na categoria Evento, os finalistas são: “Conexões Universitárias”; e “V Jornada do Seleprot”.

Livro: 'Isto é um trabalho para… Os quadrinhos: Reflexões por trás dos balões' (Foto: Reprodução)

A lista dos indicados às 26 categorias foi divulgada na quinta-feira (16). Agora, cada finalista vai passar para uma votação do júri nacional, formado por mais de mais de dois mil profissionais da área de quadrinhos. Foram quatro meses de análise por esse júri de especialistas que indicaram o alto grau da competição entre os inscritos. Os de trabalhos de universitários, como TCC, Mestrado e Doutorado, também são escolhidos por um júri fechado de especialistas e divulgados nas próximas semanas.

Os coordenadores do NuPeQ, Nataniel dos Santos Gomes e Daniel Abrão, destacam que esse é um reconhecimento pelo trabalho de dez anos do Núcleo.  “O NuPeQ vai completar dez anos em 2022, mas depois do seu primeiro ano nas redes sociais, Youtube e Instagram, com produção de materiais diários, é o primeiro ano que concorremos a prêmios e temos o reconhecimento de ser finalista entre milhares de concorrentes, então é importante saber que estamos no caminho certo”, comenta Nataniel Gomes.

Ao Midiamax, Nataniel ainda contou que a ideia de criar um grupo de pesquisa voltado ao assunto surgiu quando ele chegou a Campo Grande, vindo do Rio de Janeiro, para trabalhar na instituição. Com o apoio de vários professores, o projeto foi colocado em prática. Além de livros, pesquisas, estudos e conteúdo nas redes sociais - como Intagram e Youtube, o NuPeQ também fazia palestras nas escolas de Campo Grande, mas eventos foram suspensos, até então, por causa da pandemia. 

“É um reconhecimento incrível de trabalhos que fazemos virando a noite, fazendo essa intrerface entre os quadrinhos e a universidade", completou o coordenador do projeto de pesquisa.

A divulgação dos vencedores será no mês de novembro, enquanto o evento virtual da entrega dos troféus acontece no dia 27 de novembro, pelas redes sociais do SESC.

Sobre o NuPeQ

O NuPeQ tem como objetivo discutir a importância dos quadrinhos e sua interface com o ensino, com o cinema, com a religião, com a leitura de clássicos, com a Análise do Discurso, com a Semiótica, com a Comunicação de Massa e outros temas.

O Núcleo também tem o canal “NuPeQ OFICIAL” no Youtube com o intuito de incentivar a leitura e discutir sobre Histórias em Quadrinhos. Já estão disponíveis palestras, entrevistas e resenhas feitas por pesquisadores da área. Para se inscrever, clique aqui.

Jornal Midiamax