MidiaMAIS

Participar das políticas públicas educacionais está na meta de professores, segundo pesquisa

Docentes se sentiriam mais valorizados se atuassem com secretarias municipais

Educa Mais Brasil Publicado em 31/05/2021, às 14h11

None

Maioria dos professores tem interesse em opinar sobre políticas públicas em seus municípios, conforme apurou a pesquisa Vozes Docentes, realizada pela Conectando Saberes. Foram ouvidos mais de oito mil docentes de 90 municípios espalhados pelo Brasil. 

Segundo a pesquisa, 97% dos professores se considerariam valorizados se participassem da formulação de políticas públicas e 77% afirmaram que ajudariam a formular as políticas educacionais sem serem remunerados. Também ficou evidente que 39% desses profissionais aceitam dedicar 1h de trabalho não remunerado para participar das políticas públicas de seu município.

“Como estamos num cenário de restrição fiscal, temos poucos recursos. É uma oportunidade muito legal que as secretarias têm, através dessa participação, que não é custosa, de fazer com que os professores se sintam valorizados. Acho que a participação talvez seja a grande descoberta da pesquisa”, opina Tomaz Vicente, cofundador da Catálise – Impacto Social a várias mãos, empresa que também participou na elaboração da pesquisa.

Para Tomaz, a participação dos professores nas políticas públicas educacionais é importante justamente porque os professores, por estarem na sala de aula no dia a dia, são capazes de contribuir de maneira eficaz com ideias e sugestões efetivas. “Por que não deixar o professor decidir algumas questões que afetam diretamente eles, como a formação, por exemplo? Ou como avaliar os alunos?”, indaga.

Iniciativa da rede Conectando Saberes, apoiada pela Fundação Lemann, Vozes Docentes tem o objetivo de fortalecer o diálogo entre docentes e Secretarias de Educação Municipais para que, juntos, consigam resolver os maiores desafios educacionais da atualidade. 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Jornal Midiamax