MidiaMAIS

'Pantanal em Chamas': gravado em MS, documentário aborda tragédia ambiental de 2020

A obra retrata os incêndios do pantanal e exalta a urgente necessidade de se restabelecer a conexão entre homem e natureza

Nathália Rabelo Publicado em 08/11/2021, às 17h15

Filme "Jaguaretê-Avá: Pantanal em Chamas"
Filme "Jaguaretê-Avá: Pantanal em Chamas" - Foto: Divulgação

O Pantanal passou por uma das piores tragédias ambientais em 2020 com os incêndios que assolaram a região. As imagens de desespero foram registradas pelas lentes do documentarista de natureza Lawrence Wahba, que vai lançar o filme “Jaguaretê-Avá: Pantanal em Chamas” no dia 12 de novembro. Passando por terras de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, o cineasta exalta a urgente necessidade de se restabelecer a conexão entre homem e natureza.

Tudo começou quando Lawrence visitou o bioma para produzir um documentário sobre o ciclo das águas quando foi surpreendido pela pandemia de Covid-19, em março de 2020.

[Colocar ALT]
Caption

Sem poder deixar de imediato o local, acabou registrando os primeiros focos de fogo que se tornariam os piores incêndios florestais na história do Pantanal. Com produção de Jefferson Pedace, a estreia está prevista para o Dia do Pantanal, comemorado no dia 12 de novembro.

“O documentário traz minha visão de dentro dos incêndios do Pantanal, daquele cenário de guerra. Mas também traz a força da corrente que se formou para ajudar o Pantanal e a contar essa história. O planeta está sendo destruído e não podemos ficar indiferentes a isso ", disse Lawrence Wahba.

Além das cenas impactantes da destruição de fauna e flora gerada pelos incêndios, o filme registra a ação de quem estava no epicentro do combate às chamas atuando no resgate e na recuperação de animais e traz entrevistas com especialistas em questões ambientais.

De acordo com os produtores, a obra será exibida na plataforma Globoplay.

Jornal Midiamax