MidiaMAIS

Noivos em festa junina, casal se apaixonou e casou de verdade um ano depois em Campo Grande

Naquele ano, Laysa seria a noiva e Jhonnatan, já apaixonado, se ofereceu para ser o noivo da quadrilha

João Ramos Publicado em 21/06/2021, às 11h21

História dos dois é melhor que a de muitos filmes românticos
História dos dois é melhor que a de muitos filmes românticos - (Arquivo pessoal)

As vezes a vida monta os cenários mais inimagináveis para que amores aconteçam... se fosse roteirizada, a história de amor de Laysa e Jhonnatan não daria tão certo e nem teria tantos detalhes incríveis.

Em 2008, quando participavam de uma festa junina em Campo Grande, o cupido flechou o coração dos dois. Eles foram os noivos da quadrilha de uma capela, e foi ali que tudo começou. Apesar de se conhecerem desde criança, por morarem no mesmo bairro, frequentarem a mesma igreja e terem as mesmas amizades como consequência, Laysa e Jhonnatan eram conhecidos, mas não amigos. 

"Fazia alguns anos que eu não via o Jhonnatan, aí um dia fui com umas amigas numa festa junina em uma capela vizinha à nossa e ele estava lá. Foi muito divertido, ele era amigo das minhas amigas, todo mundo se viu depois de um bom tempo sem contato... da minha parte, até então, era só amizade, mas pra ele não", narra Laysa Ferreira ao Jornal Midiamax.

A maneira como tudo começou eternizou as festas de São João na vida dos dois (Arquivo pessoal)

Jhonnatan conta que naquele mesmo dia começou a ver Laysa de uma forma diferente. Na época, ela cursava pedadogia na UFMS e ele era ajudante de instalador de TV à cabo. Algumas semanas depois, seria a festa junina da capela dos dois.

"Eu participava do grupo de jovens da igreja e nós ficamos responsáveis pela barraca da pescaria. O Jhonnatan passou a frequentar as missas como quem não queria nada e todos os dias ia nos ajudar com os preparativos. Tínhamos uma tradição da quadrilha dos jovens, sempre grande com uma dança ensaiada. Nesse ano eu seria a noiva, até então sem noivo. Jhonnatan então se ofereceu pra essa função", relata ela, que hoje é professora, e ele pintor.

Primeiro, eles casaram de brincadeira durante uma festa junina, mas logo veio o matrimônio oficial, na mesma igreja (Arquivo pessoal)

Como num filme romântico, a vida montou a ocasião perfeita, cheia de elementos especiais para a formação do casal. Uma quadrilha para acontecer, alguém interessado, o cargo de noivo disponível, e a dança final como xeque-mate.

"Nós dançamos juntos sem ele me dizer que já estava interessado em mim. Depois desse dia, sempre arranjava uma desculpa ou um jeito de aparecer nas missas, pra assistir filme na casa das minhas amigas... Eu também comecei a me interessar por ele, e um dia ele tomou coragem e me deu um beijo", relembram à reportagem do MidiaMAIS

Dia 21 de julho fará 13 anos que o casal está junto (Arquivo pessoal)

Quando é pra acontecer, o destino coloca as peças no lugar certo, na hora certa, conspira e proporciona momentos inesquecíveis para quem vive as histórias e também para quem vê tudo acontecer. Um ano depois, os dois casaram de verdade na mesma igreja onde casaram de brincadeira. Hoje, Laysa e Jhonnatan têm dois filhos: o Miguel de 6 anos e a Isabela de 1 ano.

"A festa junina de uma capela fez ele se apaixonar e a festa junina da outra capela me fez apaixonada por ele. Desde então, sempre estamos indo em festas juninas na igreja, na escola do nosso menino... Na Emei onde trabalho, é minha data preferida e sempre vai ficar marcada", finaliza a professora.

Família mora no Nova Lima e casal segue feliz e realizado 13 anos depois com os filhos (Arquivo pessoal)

Jornal Midiamax