MidiaMAIS

No Mês do Orgulho, campo-grandense lança single sobre liberdade no amor

"Quando o amor encontra o Orgulho" foi escolhida pela representatividade do mês do orgulho LGBTQIA+ e tem lançamento nessa sexta-feira (11)

Carlos Yukio Publicado em 11/06/2021, às 16h30

(Divulgação)
(Divulgação)

O músico campo-grandense João Rosa lança nesta sexta-feira (11) o single "Quando o amor encontra o Orgulho". O single é o último lançamento de um projeto de 4 músicas que teve como primeiro lançamento a música “Amar Sem Sentir Culpa”. Segundo o cantor de 24 anos, a proposta do projeto é retratar a sua vivência como LGBTQIA+, em um projeto de pagode e samba.

Em comemoração a liberdade no amor e ao mês de Junho que celebra o orgulho LGBTQIA+, "Quando amor encontra o Orgulho" transborda a sensibilidade dos casais serem exatamente quem eles são. Essa música transmite justamente esse sentimento de união entre amor e orgulho e celebra a importância de celebrar a nossa existência em tempos tão difíceis de maneira leve e singela", explica.

"Em um momento tão difícil do nosso país, onde o ódio ocupa tantos espaços, acho que nós, artistas LGBTQIA+, tem que ocupar o máximo de espaços possíveis, com nossas vivências, o nosso amor, o nosso orgulho, e o Junho LGBT+ serve pra dar visibilidade pra gente nesse sentido. No meu caso dentro do pagode e do samba, mas acho que em todos os espaços possíveis." relata João Rosa.

Poc e pagodeiro, João Rosa compõe suas as próprias músicas. Para ele, reunir a vivência de um LGBT+ nas letras de pagode e samba trata-se de expressar sua identidade: “eu me sinto mais confortável em desenvolver meu trabalho dentro desse universo, porque acho que o samba e o pagode são os estilos que eu mais escuto e tenho mais referência. No entanto, como a nossa vivência é pouco abordada, isso abre espaço para as LGBTs que, como eu, sempre amaram o estilo, mas não se sentiam representadas nas letras das canções.

“O relacionamento LGBT é como qualquer outro: tem desentendimentos, inseguranças, carinho e amor. E a ideia é justamente abordar essas questões nas minhas músicas, mostrando as dores e as delícias de ser LGBT+ de diferentes formas”, aponta o cantor.

O talento musical vem de família, afinal, o pagodeiro é irmão do Karan Cavallero, um dos integrantes da banda Atitude 67, do grande sucesso “Cerveja de Garrafa”. João Rosa, que aprendeu a tocar cavaquinho aos 14 anos, conta que desde cedo já respirava música, com os ensaios que aconteciam na garagem de sua casa.

O pagodeiro é campo-grandense e com 16 anos já se apresentava nas casas de shows da cidade. Mas sua carreira foi interrompida após se mudar para São Paulo, onde estudou Ciências Sociais e onde, hoje, faz mestrado em sociologia. O retorno ao cenário musical surgiu no fim de 2019, quando o artista integrou uma roda de samba aberta e inclusiva voltado às LGBTS. Com a quarentena, ele retornou à sua cidade natal, onde teve a ideia de apostar na carreira artística.

Seus primeiros singles “Amar Sem Sentir Culpa” e "Tô Correndo de Briga", e "Tô torcendo para ser Dengue" somados, já contam com mais de 70 mil streams no Spotify e mais de 50 mil visualizações no Youtube. Ambos exaltam a diversidade, trazendo o afeto LGBT, suas dores e sua vivência. ‘Poc pagodeira’, como se define nas redes sociais, João Rosa divulga seu trabalho e também canta músicas do universo LGBT em ritmo de pagode. Confira o clipe completo abaixo: 

Jornal Midiamax