MidiaMAIS

Lídia Baís vira tema de história em quadrinhos em Campo Grande

Similaridades entre Lídia e Frida Kahlo chamam a atenção do escritor da obra

Nathália Rabelo Publicado em 06/05/2021, às 15h12

Livro retrata a vida de Lídia Baís em formato de história em quadrinhos
Livro retrata a vida de Lídia Baís em formato de história em quadrinhos - Foto: Divulgação

A artista campo-grandense Lídia Baís virou tema de história em quadrinhos no livro de Fabio Quill. O escritor mora na Capital de MS desde 2017 e está lançando o livro “A Casa Baís”, baseado na vida e obra de Lídia. De acordo com o autor, registro tem narrativa moderna e no formato de história em quadrinhos sobre a trajetória de Lídia na casa em que ela viveu – Morada dos Baís – onde tinha seu ateliê e produziu sua arte.

O livro de Fabio nasceu a partir de um extenso trabalho de pesquisa. Como principal inspiração, o autor escolheu a autobiografia de Lídia, escrita com um pseudônimo e em terceira pessoa. "Além disso, conversei com amigos que tinham histórias e até relatos sensoriais com a obra dela", pontua o escritor.

Projeto foi financiado pelo Fundo Municipal de Incentivo à Cultura (FMIC), realizado pela Prefeitura de Campo Grande por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur). 

“A Casa Baís” estará disponível para pré-venda a partir do dia 10 de maio, pelo https://www.catarse.me/acasabais

Lídia Baís

Lídia Baís é um dos nomes mais conhecidos e controversos do cenário artístico campo-grandense. Nascida em 1900, no berço de uma das famílias mais ricas da cidade, ela é dona da icônica frase "Por minha causa, vocês ficarão na história”.

Mais que uma profecia, a frase selou o destino de Lídia que, hoje, 35 anos após sua morte, continua tendo suas pinturas e, principalmente, suas histórias sendo revisitadas por novas gerações.

Fábio Quill se interessou pela história de Lídia quando chegou na cidade. Ao visitar o Museu Lídia Baís, no antigo casarão que já serviu de morada à Família Baís, ele ficou impressionado com a semelhança de personalidades entre Lídia e Frida Kahlo.

Jornal Midiamax