MidiaMAIS

KondZilla se rende ao podcast e lança ParçasZilla para debates 'da quebrada'

Destacando-se na produção audiovisual para artistas do funk, marca lança agora programa de áudio

João Ramos Publicado em 05/05/2021, às 10h27

São mais de 63 milhões de inscritos no canal, mais de 34 bilhões de visualizações e mais de 1.600 videoclipes
São mais de 63 milhões de inscritos no canal, mais de 34 bilhões de visualizações e mais de 1.600 videoclipes - (Reprodução)

Controlando várias empresas da indústria audiovisual, a KondZilla lança seu primeiro podcast próprio, o ParçasZilla, acompanhando a tendência desta mídia em rápida crescente.

Relatório State of the Podcast Universe, divulgado pela Voxnest, indica que o Brasil lidera o ranking de países onde a produção de podcasts mais cresceu desde o início de 2020. E, de acordo com pesquisa da Associação Brasileira de Podcasters (Pod PESQUISA 2020), a estimativa é que já são 34,6 milhões de brasileiros ouvintes de podcast, cerca de 8% da população.

O ParçasZilla tem como objetivo manter-se junto à audiência da KondZIlla e ampliar as histórias da vivência em quebrada, aproximando ainda a potência que a experiência dos convidados com o funk e a favela pode gerar.

De acordo com Gabriela Bulhões, editora, “a KondZilla acompanha as tendências de estar onde o público está, então nada mais justo do que levar os debates da quebrada para o contexto do podcast também. É importante dar voz e ampliar o posicionamento da favela e do funk em mais plataformas”, afirma.

O primeiro episódio do podcast já está no ar e é apresentado por Wenderson França, jornalista, e Kaique Alves, diretor de videoclipes da KondZilla, com participação dos convidados André Vilão e Fraan Ferreira. A primeira temporada contará com quatro episódios, divulgados uma vez por semana, e os próximos convidados são: MC Ryan SP, NGKS e MC Nego Blue.

ParçasZilla é gravado de forma descontraída, entre uma e duas horas de duração, no próprio estúdio da KondZilla e está disponível no Youtube, Spotify e nas redes sociais da KondZilla.

Jornal Midiamax