MidiaMAIS

Imunizada com as duas doses da vacina, dona Erô tem anseios: 'doida pra viajar'

"Quero ter meu lazer de volta e viver muitos anos", garante a moradora de Campo Grande

João Ramos Publicado em 05/05/2021, às 11h17

Filha registrou momento em que a segunda dose foi aplicada
Filha registrou momento em que a segunda dose foi aplicada - (Arquivo Pessoal)

Aos 74 anos, a jovem senhora Erotilde Arguelho esbanja alegria e vontade de viver. Depois de tempos preocupada com o coronavírus, dona Erô finalmente foi imunizada com as duas doses da vacina. Mais tranquila, ela sabe que ainda precisa manter protocolos de segurança.

"Mesmo assim devemos ter cuidado, continuar usando máscara, álcool, lavar as mãos e sempre evitar aglomeração", afirma a moradora de Campo Grande em entrevista ao Jornal Midiamax.

Na pandemia, Erotilde fez sua primeira aula de crochê com a ajuda da tecnologia (Arquivo Pessoal)

A imunização completa foi finalizada no dia 9 de abril, há quase um mês. Ainda de resguardo em casa com o marido, Sérgio Oruê, de 79 anos, Erô se preserva e não vê a hora do companheiro também receber a dose final.

Ela garante à reportagem do MidiaMAIS que, assim que o esposo tomar a segunda dose e esperar o tempo necessário para a imunização ter efeito, quer passar 15 dias com a parentada.

Tudo ainda é só um sonho, uma vontade de alguém que não aguenta mais ser limitada pelo vírus maldito. Ainda um pouco distantes de serem realizados, os anseios de Erotilde se baseiam em muita saudade.

"Ela tá doida pra viajar. Desde o ano passado nós temos uma viagem combinada com a família inteira, vô, vó, netos, todo mundo... e nós tivemos que adiar a viagem por causa do 'coronga'", explica Elza, filha do casal.

Casal completa 56 anos de matrimônio agora em maio de 2021 (Arquivo Pessoal)

Sérgio, o marido de Erô, vai receber a última dose da AstraZeneca no fim de maio. Ansioso, ele gostaria de fazer a festa de 80 anos em setembro e pediu a presença ilustre de Delinha, a dama do rasqueado, na comemoração.

Mas ainda sem certezas das possibilidades do cenário, tudo fica guardado e sendo alimentado nas vontades do coração. Ao lado dele, alegria e alívio tomam conta dos sentimentos de Erô, após a imunização. "Estou muito feliz e agradecida por ter tomado as duas doses", afirma.

Para quando tudo isso passar, planos é o que não faltam. "Eu quero passear muito, viajar, ir nos bailes, encontrar os amigos e familiares, ter meu lazer de volta e viver muitos anos", finaliza Erotilde.

Jornal Midiamax