MidiaMAIS

Governo de MS estuda Carnaval 2021 para maio, junho ou julho

Com grande parte dos envolvidos na festividade sendo parte do grupo de risco, o Carnaval 2021 em MS será adiado para além da data tradicional

Carlos Yukio Publicado em 22/01/2021, às 12h01

None
Governo de MS estuda Carnaval 2021 para maio, junho ou julho

Com grande parte dos envolvidos na festividade sendo parte do grupo de risco e a própria festa na essência ser dependente de aglomerações, o Carnaval 2021 em Mato Grosso do Sul será adiado para além da data tradicional. A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, em parceria com a Sectur e a Liga das Escolas de Samba de Campo Grande, optou por não realizar o carnaval 2021 nos dias oficiais, de 12 e 16 de fevereiro, para preservar a saúde do público neste momento de pandemia.

O período previsto para a realização dos desfiles das escolas de samba e blocos carnavalescos em todo o Estado ficou estabelecido para acontecer nos meses de maio, junho ou julho, dependendo do andamento da vacinação em massa, que já começou em Mato Grosso do Sul e das medidas restritivas impostas pela Organização Mundial de Saúde.

“Decidimos adiar e a Liga, juntamente com as afiliadas, acordamos em adiar o Desfile que ocorreria nos dias 15 e 16 de fevereiro para o início de julho. Obviamente, tomando todas medidas protetivas, estaremos analisando a situação da pandemia. Se acontecer, será adaptada toda a Praça do Papa para contenção de público e limite de número de componentes para o desfile. Tudo será tratado ao longo desses meses até lá. Temos a esperança que boa parte da população já esteja imunizada para que possamos fomentar o turismo e economia da comunidade”, explica o presidente da LIENCA, Alan Cantarelli.

Devido ao fato de o carnaval ser uma festa que movimenta a economia do Estado e de que muitas pessoas dependem financeiramente da realização das festividades, o carnaval somente deixará de ser realizado em último caso, se as condições de saúde da população devido à pandemia não melhorarem e os decretos municipais não forem flexibilizados.

Segundo o presidente da Fundação de Cultura do Estado, Gustavo de Arruda Castelo, o Governo do Estado já sinalizou positivamente a respeito da realização do carnaval, mesmo que fora da data oficial, posteriormente, mas tudo vai depender das medidas restritivas de biossegurança.

“A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul entende a importância da realização do carnaval por ser uma festividade que faz parte do calendário anual. Porém, esta festa precisa ser realizada com muita responsabilidade por todos os envolvidos”, finaliza Castelo.


Fale MAIS!

O que você gostaria de ler no MidiaMAIS? Envie sua sugestão para o e-mail [email protected], ou pelo telefone (67) 99965-7898. Siga a gente no Instagram – @midiamax

Jornal Midiamax