MidiaMAIS

Fitness, moda ou humor: Influenciadores de MS se destacam com mais de 100 mil seguidores nas redes

Na pandemia, ser criador de conteúdo se tornou uma das profissões mais almejadas graças ao boom das redes sociais

Carlos Yukio Publicado em 11/05/2021, às 06h30

(Reprodução, Instagram)
(Reprodução, Instagram)

Com a pandemia do coronavírus impossibilitando muita gente de trabalhar, ficar famoso nas redes sociais se tornou desejo de muitos brasileiros. Aqui em MS, mesmo antes da pandemia, alguns criadores conseguiram transformar as redes em verdadeiras carreiras e mudaram de vida.

Com a grande projeção que os aplicativos tomaram no último ano, qualquer vídeo viral pode levar um mero desconhecido a ser visto por milhões de pessoas.Segundo uma pesquisa da Kantar, marca especializada em pesquisa de mercado, as redes socais, como o Facebook, WhatsApp e Instagram, tiveram um crescimento de uso de 40% na pandemia.

Criar conteúdo para redes sociais é algo sempre desafiador, não importa qual nicho de mercado você esteja inserido todos querem a maior visibilidade possível. Para entender como viralizar no Instagram é necessário saber que só se torna viral quem se torna relevante. Como exemplo, destacamos alguns criadores de conteúdo de MS de sucesso e que ainda residem por aqui. Confira:

Um dos criadores de conteúdo fitness mais conhecidos do estado, Rafael Talamask começou a carreira como atleta de fisiculturismo e modelo, mas as competições necessitavam de patrocínios. Por 2 anos conseguiu se manter em nível alto chegando ao Sulamericano em 2015, mas os custos ficavam cada vez mais altos, o que o levou a pensar em desistir.

As marcas, contentes com o trabalho, estenderam a parceria e Rafael propôs o marketing digital com apologia a saúde e bem estar. Mudou a forma de trabalhar para entregar um material mais profissional e se tornar referência em Campo Grande no nicho que escolheu. Recebeu ‘nãos’, mas colocou a meta de conseguir patrocínio de uma marca nacional. Desde 2018 é patrocinado pela Athletica Nutrition, Trackfield e outras marcas regionais que apresenta aos seus 180 mil seguidores no Instagram. Há 3 anos vive apenas das plataformas digitais.

No corpo de trabalho dos quase 6 anos, o influenciador ressalta dois momentos de viralização internacional. Uma foto no Rio de Janeiro, com uma bandeja de doces em homenagem aos vendedores ambulantes que chegou a mais de 1 milhão de views. A outra, mais recente e no coração de MS, Bonito, cercado por 3 araras e que também rendeu ao perfil mais de 50 mil likes.

Crys começou nas redes sociais há 7 anos atrás fazendo eventos após um vídeo fr dança seu ter viralizado. Depois a publicidade passou para os famosos "provadores" nas lojas, e com a chegada do corona, transformou as próprias redes em "provadores em casa".

Para ela, o marketing começa desde a hora que acorda até a hora que se deita. “As pessoas se identificam demais com nós influencers que abrangemos todos os públicos pelo fato de criar uma conexão com quem está do outro lado da tela”, explica.

Natural de Dourados, Crys trabalha com o marketing há mais de 7 anos e vive exclusivamente dele há 5. O conteúdo é criado e elaborado para gerar identificação e conexão com as pessoas que assistem. O nicho principal são as mães que cuidam da casa mas trabalham fora, que são casadas, mas não abriram mão da auto estima. Todos os domingos elabora o cronograma de trabalho semanal com as postagens.

A estratégia principal que adotou durante a carreira foi trabalhar apenas com uma empresa de cada área: uma fitness, uma de vestuário casual, uma de alimentos naturais, uma de cosméticos para pele, para que não haja conflitos com público e contratantes. “Há quem diga que uso a escassez como ferramenta de trabalho, mas a verdade é que desde que defini essa forma de trabalho, alcancei a tão sonhada independência financeira”, reitera.

Tudo começou quando Renato dos Santos Lopes saiu da cadeia e alguns meses depois, aproximadamente 3 meses, teve a ideia de criar um vídeo contando o que passou no cárcere, mas abusando do humor e de seu jeito engraçado contando tudo o que viveu lá dentro. Após isso, o vídeo viralizou.

Três meses depois um seguidor resgatou um vídeo antigo de Renato no Youtube e postou no Facebook onde ele ficou conhecido, e sua esposa Ana Claudia Martínez dos Reis Lopes também.

“Logo após fomos convidados para ir para SP em uma mansão de youtubers e passamos a gravar com os maiores youtubers do meio maromba, os seguidores aumentaram meteoricamente. Ele na época tinha 3 mil e hoje tem mais de meio milhão, eu na época tinha 2 mil e hoje tenho aproximadamente 225 mil seguidores. A partir daí começamos a receber várias propostas de trabalho e começamos a viver somente da rede social”, explica Aninha.

A mudança aconteceu rapidamente, em apenas um ano. Antes disso, Renato era proprietário de uma banca no camelódromo, onde também trabalhava como vendedor e Aninha como promotora em supermercados.

“Nosso canal hoje tem meio milhão de inscritos, a meta é chegar a um milhão ainda esse ano. Somos gratos a todas as oportunidades que tivemos, pois hoje conseguimos dar um conforto melhor para a nossa família, somente através do YouTube e Instagram. Hoje somos influenciadores digitais!”, finaliza Aninha.

Carmen Juliana Ascenço de Araujo, CaJu, é jornalista, graduada em 2005 pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul em Campo Grande. Trabalhou em assessoria de imprensa política, escreveu artigos para jornais impressos e por 4 anos foi repórter em telejornais locais, entre eles na TV Morena, afiliada à Rede Globo.

Em 2010, após uma temporada de estudos em Londres, criou seu primeiro blog onde compartilhava dicas de moda, beleza, viagens e gastronomia em Campo Grande. Em 2014, com a ascensão das Redes Sociais, criou o CAJU INDICA e passou a compartilhar no Instagram experiências pessoais e tudo sobre seu estilo de vida, inclusive a maternidade.

Já fez campanhas publicitárias para grandes marcas nacionais, como: Vivara, Nestlé, Motorola, Buscapé, Rio Quente Resorts, Costa do Sauípe, Carmen Steffens, Leroy Merlin, entre outras.

Além de se dedicar ao trabalho com as mídias digitais, também possui MBA em Gestão e Marketing Digital e atualmente é Diretora Executiva da produtora de vídeos Artes Filmes em Campo Grande. Coleciona 189 mil seguidores apenas no Instagram.

O jovem Maurício Lebrero Garcia, ou Mauzito, de 23 anos, conquistou seguidores com vídeos engraçados no Tiktok. O sucesso foi tamanho que Mauzito chegou a alcançar a marca de 680 mil visualizações em apenas um vídeo, o que equivale a quase 140 vezes a população da cidade que mora, Paraíso das Águas, no interior de MS e a 278km de Campo Grande.

Apesar da projeção, o jovem ressalta que tudo começou como um passatempo na quarentena e que nunca teve um objetivo prévio de se tornar conhecido. Já produzia para o Youtube e gostou da dinâmica e edição dos vídeos do Tiktok.

“A maioria das pessoas, assim como eu, entraram no aplicativo por conta da quarentena, e acabaram curtindo os vídeos que são feitos lá. Como já produzia pro YouTube, acabei me interessando pela dinâmica dos vídeos da plataforma, pois os vídeos no Tiktok tem um formato totalmente diferente e viral, por serem vídeos curtos onde o criador dá seu melhor em um curto espaço de tempo, tornando o vídeo interessante”, relata Maurício, que coleciona mais de 108 mil seguidores no Instagram.

Também representando Dourados na nossa lista, Giovana Tagliari Aral desde nova, quando ainda era adolescente, já passava a maior parte do meu tempo em mídias sociais. Quando o Instagram lançou, foi uma das primeiras a usar a plataforma, ainda por prazer e não como negócio.

“Fui ficando mais velha e me interessei por criação, dentro de Publicidade e Propaganda, e aí me dediquei a trabalhar com isso de casa e ao mesmo tempo comecei a criar conteúdos próprios, e criar um público só meu no instagram e agora youtube e tiktok”, explica.

Já há 5 anos trabalha com mídias sociais e a cada ano aprende mais. O conteúdo da jovem de 24 anos é focado em beleza que envolve dicas, reviews, maquiagens etc... e também de pets para os seus mais de 93 mil seguidores no Instagram.

  • Moniccy Simonelli Vigano (@dicasdasemana)

Quando abriu a página no Instagram há 9 anos, em 2012, Moniccy atuava ainda como fisioterapeuta, na área de dermato funcional, e tinha como intuito compartilhar dicas sobre os procedimentos que realizava em consultório. Costumava encaminhar para as pacientes e amigas dicas de estética, saúde, dieta, especialmente às segundas-feiras, daí o nome, ‘Dicasdasemana’.

“Quando iniciei as publicações no perfil nem imaginava a proporção que tomaria, em meio a chegada da minha primeira filha passei a compartilhar sobre o meu processo de emagrecimento, já que engordei 20 quilos na minha gestação, e ainda as receitas que criava pra fazer desse processo menos sofrido”, conta a criadora de conteúdo.

As receitas começaram a atrair um público cada vez maior, foi onde então as primeiras parcerias surgiram diante de tamanha visibilidade, já que os espectadores gostavam tanto de acompanhar o dia a dia. As dicas e publicidades passaram a ser de um modo geral tudo que envolve o cotidiano, e Moniccy uniu o útil ao agradável fazendo disso a principal atividade, deixando inclusive de atuar na fisioterapia. Hoje tem 147 mil seguidores no Instagram.

Thaiane começou na internet antes mesmo de ser profissional da beleza. Criou um blog pra contar sobre a participação no programa da Xuxa, dali foi para um canal no YouTube e começou a criar conteúdos da área da beleza. O YouTube abriu muitas portas e também trouxe seguidores no Instagram.

“No Instagram, por eu postar trabalhos de maquiagem e micropigmentação, outros perfis profissionais me indicavam e assim também atrai mais seguidores, quando comecei não tinha patrocinador, é essa era. Era a melhor forma de fazer com que meu trabalho alcançasse mais pessoas”, ressalta Thaiane.

A influenciadora decidiu por estratégia separar as contas em perfil profissional e pessoal, para ter um trabalho dedicado ao público que sabe que gostam do nicho de conteúdo proposto. Hoje também faz trabalhos de patrocinadores e estuda sobre estratégias de marketing digital.

“Eu tenho uma conexão com meu público e isso gera muito valor, eu sou eu ali no Instagram ou ao vivo”, finaliza.

A criadora de conteúdo e bacharel em Direto Jessica Pesseti tem o Instagram desde 2012. Lá divulgava as roupas e acessórios da loja que tinha e em 2014 começou com as parcerias de divulgação, mas sem retorno financeiro, além de se conectar com muitas mulheres. Cabeleireiros, fotógrafos, foram a introduzindo naturalmente ao mundo dos digital influencer.

“Quando era criança tinha o sonho de ser modelo. Meu pai era caminhoneiro e não tínhamos muitas condições. Me frustrei na época, mas quando chegou a possibilidade de ser digital influencer e tirar fotos, me senti realizada. Além de trazer mais autoestima para nós mulheres”.

A partir do sucesso nas redes, começou a receber propostas de outros lugares e em viagem ao Rio de Janeiro, decidiu fechar a loja e viver como digital influencer. Para isso começo a estudar mais sobre marketing e começou a ajudar os clientes a desenvolverem melhor as redes sociais. Hoje é uma das pioneiras entre as digital influencers de MS e tem mais de 189 mil seguidores.

“Fico muito feliz quando vejo o trabalho de outras meninas sendo valorizado. Não vejo outras criadoras como concorrentes, muito pelo contrário, são todas parceiras. Hoje trabalho com equipes e o segmento que sigo é do marketing digital”, finaliza.

Jornal Midiamax