MidiaMAIS

Renato mantém viva nostalgia dos fliperamas nos campo-grandenses há mais de 30 anos

'Flipers' marcaram uma época e ainda resistem e fazem sucesso na Capital

Fábio Oruê Publicado em 19/09/2021, às 10h17

Máquinas ainda divertem os adultos e também as novas gerações
Máquinas ainda divertem os adultos e também as novas gerações - Foto: Arquivo pessoal

Uma geração marcada por passar horas no fliperama jogando com os amigos pode reviver essa nostalgia passados mais de 30 anos da Era de Ouro dos Arcades em Campo Grande.

A empresa campo-grandense RF Diversões fabrica e aluga as máquinas de jogos e jukeboxes na Capital desde a década de 1990 e ajuda a manter viva essa época na lembrança dos mais velhos e despertar a curiosidade nos mais novos. 

O empresário Renato Amaral, de 43 anos, é quem monta os fliperamas e as máquinas de músicas e garantiu ao Jornal Midiamax que o mercado 'nostálgico' faz sucesso na Capital. "As pessoas alugam muito. Elas querem lembrar os velhos tempos e também mostrar para os filhos como era na época delas", relatou ele. 

Fliperamas não foram esquecidos e ainda trazem nostalgia para muitos adultos. (Foto: Arquivo pessoal)

Há mais de 30 anos no ramo, Renato conta que, por vezes, clientes passam um ano inteiro pagando aluguel para ter um dos joguinhos em casa. "O videogame é relaxante. As pessoas alugam para deixar em casa; chegam do serviço à noite e jogam para poder relaxar", explicou sobre o sucesso do empreendimento. 

Neste mês de setembro, segundo o empresário, 90 de seus fliperamas estão garantindo a diversão — e a distração — dos clientes em Campo Grande. Quantos aos jukeboxes, 40 estão distribuídos pela cidade. "Eles saem mais para bares e festas que alugam por fim de semana", disse à reportagem.

Jukeboxes garantem diversão nos bares e festas na Capital. (Foto: Arquivo pessoal)

Fabricante

Renato disse que o ramo de fliperamas está na família há anos, quando fundaram o primeiro 'fliper' de Mato Grosso do Sul, a Só Lazer Diversões, e depois quando faziam a manutenção para a Brink's, outro arcade que ficou famoso em Campo Grande. Mesmo após o fechamento delas, Renato foi responsável por manter o ramo na Capital.

Atualmente ele compra as peças e fabrica suas próprias máquinas e até perdeu as contas de quantas tem. "Vai para todos os estados do Brasil". Ele afirma que fabrica todos os tipos de máquinas. "Tem os simuladores de carrinhos, de jogos de lutas, de simulação de tiro, de basquete, pebolim".

Vários jogos estão disponíveis para aluguel. (Foto: Arquivo pessoal)

Conforme Renato, uma máquina nova é vendida por R$ 2,2 mil e uma usada sai por 1,8 mil. Já o aluguel de um fliperama sai por R$ 130 por 30 dias, e a partir do segundo mês, se o cliente quiser continuar, passa a ser de R$ 100.

Já o Jukebox sai por R$ 150 o aluguel por um fim de semana. Há também aqueles que ficam permanentemente nos estabelecimentos e funcionam por comissão: 50% dos rendimentos voltam para a empresa e 50% ficam com o local onde está instalado. Para entrar em contato com a RF Diversões, basta ligar nos números (67) 9 9338-8853 ou (67) 9 9103-7202.

Jornal Midiamax