MidiaMAIS

Veja como acompanhar o eclipse penumbral da ‘Lua de Morango’ desta sexta-feira

O primeiro dos 4 eclipses previstos para acontecer em 2020 toma os céus no fim de tarde desta sexta-feira (5) com eclipse da Lua de Morango

Carlos Yukio Publicado em 05/06/2020, às 09h13

None
Veja como acompanhar o eclipse penumbral da 'Lua de Morango' desta sexta-feira

O primeiro dos 4 eclipses previstos para acontecer em 2020 toma os céus no fim de tarde desta sexta-feira (5). No Brasil, o fenômeno descrito como Eclipse Penumbral da ‘Lua de Morango’ será parcialmente visível apenas no fim do evento às 17h, mas poderá ser visto também através de transmissão ao vivo.

O eclipse será mais visível para quem estiver na África, a Austrália e a Ásia Central e do Sul. Durante este evento, o nosso satélite mergulhará quase metade de sua face na penumbra, ou sombra externa, da Terra, começando às 13h45 (Horário local) abaixo do nosso horizonte. Como o eclipse durará 3 horas, 18 minutos e 13 segundos, a costa leste da América do Sul testemunhará só o fim do evento, ao nascer da Lua.

O “Eclipse lunar” é o termo utilizado para nomear o fenômeno astronômico que ocorre toda vez que a Terra fica entre o Sol e a Lua, exatamente na linha de intersecção de sua órbita com a da Lua, astro que sempre está na fase “cheia” durante esse movimento.

Veja como acompanhar o eclipse penumbral da 'Lua de Morango' desta sexta-feira
Um mapa de visibilidade para o eclipse lunar penumbral de 5 a 6 de junho de 2020. Imagem: Fred Espenak/Nasa

O Sol, a Terra e a Lua estão posicionados nesta ordem, porém não totalmente alinhados. Uma parte da luz do Sol é impedida de chegar à Lua, que está na chamada zona de penumbra. Essa área é, a grosso modo, as bordas da sombra da Terra, uma sombra mais “fraca”.

“Geralmente esse eclipse penumbral é difícil de ser perceptível porque mesmo assim a Lua fica muito iluminada pelo Sol. Há diminuição do brilho mas a olho nu, dependendo do caso, pode ser difícil de observar o fenômeno. Durante um eclipse total, ele passa por todos os estágios: antes está fora da sombra, entra na penumbra, depois totalmente tapada pela umbra escura, passa novamente pela penumbra e recebe a luz do sol novamente terminado o fenômeno”, explica Jean Carlo, do Clube de Astronomia Carl Sagan da UFMS.

ECLIPSE LUNAR DIA 16/07 - Jornal O Aperitivo

Se você não conseguir ver o fenômeno, é possível acompanhá-lo online por meio webtv do projeto europeu Telescópio Virtual 2.0. A transmissão acontece a partir das 15h desta sexta. A plataforma irá acompanhar o eclipse lunar penumbral direto do céu de Roma, Itália. Por lá, a Lua nasce às 19h30 (horário local) e o ápice acontecerá às 20h24. Você pode acompanhar AQUI.

A Lua cheia desta sexta-feira (5) marca, tradicionalmente, o início da estação de colheita de morangos no nordeste da América do Norte. Por isso, os nativos norte-americanos, especialmente a tribo dos algonquinos, lhe deu o apelido que ficou até hoje: ‘Strawberry Moon‘, a Lua de Morango.

Jornal Midiamax