MidiaMAIS

Por um abraço: Juninho Pereira, do Grupo Tradição, se emocionou com experimento social

“O melhor lugar do mundo é dentro de um abraço”. Você já deve ter cantado ou escutado essa frase em uma das mais sensíveis letras da banda mineira, Jota Quest, na música “Dentro de Um Abraço”. Refletindo sobre isso, não é mesmo que eles têm razão? Quando oferecemos ou ganhamos um abraço sincero, com amor, […]

Leandro Marques Publicado em 03/02/2020, às 12h12 - Atualizado às 13h12

"Preciso de um Abraço", diz a placa (foto: reprodução)
"Preciso de um Abraço", diz a placa (foto: reprodução) - "Preciso de um Abraço", diz a placa (foto: reprodução)

“O melhor lugar do mundo é dentro de um abraço”. Você já deve ter cantado ou escutado essa frase em uma das mais sensíveis letras da banda mineira, Jota Quest, na música “Dentro de Um Abraço”. Refletindo sobre isso, não é mesmo que eles têm razão? Quando oferecemos ou ganhamos um abraço sincero, com amor, nos sentimos muito mais felizes, calmos e acolhidos.

Em um singelo abraço, temos a possibilidade de curar, salvar, aliviar e confortar os corações das pessoas. Trata-se de um superpoder que temos de nascença e que pode ser utilizado sem moderações, restrições ou impedimentos. Um abraço apertado, envolvente e quentinho é de graça, mas tem muito valor e pode transformar o dia de uma pessoa.

O músico e instrumentista Juninho Pereira, em seu canal no YouTube, experimentou essas sensações. Com os olhos vendados, em pleno centro de Campo Grande, no cruzamento da Av. Afonso Pena com a 14 de julho, ele colou um cartaz que dizia “Preciso de um abraço”, abriu os braços e esperou a reação espontânea das pessoas.

Confira:


Sobre o Músico

Juninho é de Ponto Porã, MS, e começou a tocar bateria aos 11 anos de idade. Seguindo seus sonhos, com 19, o Baterista mudou-se para Campo Grande e tocou com diversas bandas do seguimento regional. Algum tempo depois, o músico deu um tempo no trabalho como instrumentista, foi quando encarou uma nova oportunidade, a de ser Operador de Áudio de um dos grupos mais queridos do país. “Em 2009, no Grupo Tradição, foi um período de grande aprendizado e sou grato a muita gente. No final de 2016 fui convidado a fazer parte da quarta formação artística e musical do Tradição e, ao todo, são 11 anos de história no grupo e 26 anos com a música”, conta ele.

Por um abraço: Juninho Pereira, do Grupo Tradição, se emocionou com experimento social
Juninho (estampa militar) faz parte do Grupo Tradição (Foto: Divulgação)

Em 2018, Juninho passou a produzir conteúdos para seu canal, relacionado a curiosidades de artistas e músicos do Estado. Seguindo suas inspirações, o também YouTuber, passou a procurar pautas diferentes, que misturasse entretenimento com pautas nobres, para divertir e sensibilizar seus seguidores. “Sempre tive uma vontade enorme de expandir a ideia de que o mundo não está totalmente perdido. Vendo isso, resolvi ir para as ruas de Campo Grande, MS, e Curitiba, PR, para gravar a reação das pessoas com alguns experimentos sociais. O canal me deu um novo jeito de ver a vida”, revela.


Como se inspirou para fazer o vídeo?

 Eu estou muito envolvido com a rede de comunicação que cresce a cada dia que é a internet. E um dia eu vi esses experimentos em um canal gringo e também em outras capitais do Brasil, pensei: “Gostaria de ver a reação das pessoas aqui na minha cidade”.


Como foi receber os abraços de pessoas que você não conhecia e sem enxergá-las?

Não sabia quem eu estava abraçando, porém eu sentia algo fantástico, que era a transmissão de positividade de um ser humano ao outro. Me arrependi em não ter gravado o áudio, teve uma pessoa que disse “quem precisa desse abraço sou eu” e pude perceber que ela, mesmo precisando de um abraço, ela também poderia ajudar alguém, de certa maneira.


Te emocionou? Quando viu o vídeo editado, o que sentiu? Aliás, é você mesmo que edita?

Sim! Era pra ser apenas um experimento social, interação pra ver a reação de pessoas! Mais foi algo muito maior. Quando acabou as gravações, eu fui de encontro com minha Esposa e minhas filhas, que são minha equipe, e disse a elas que meu dia estava diferente, parecia que eu estava com o tempo em câmera lenta, com uma sensação muito boa.

Sobre a edição sim. Eu que faço roteiro, pré-produção, edição e finalização! Um grande laboratório. Rsrsrs.

Por um abraço: Juninho Pereira, do Grupo Tradição, se emocionou com experimento social
No Centro da cidade, Juninho se surpreendeu com reação das pessoas (foto: divulgação)


O que tirou de mensagem deste experimento?

Que a vida é muito curta pra se preocupar com coisas pequenas. Quando piscamos, um amigo se foi, seus filhos cresceram, o tempo passou. Digo que o mundo ainda tem jeito sim, basta olharmos ao nosso redor!

Um abraço mesmo que seja sem palavras tem o poder de falar e curar muitas coisas. Quero incentivar a quem está lendo essa matéria a testar isso. E te falo o amanhã pode só restar saudades.

Finaliza.

Depois de conhecer melhor o trabalho de Juninho Pereira no YouTube e tudo que ele sentiu ao realizar esse experimento, inspire-se e abrace mais as pessoas. Tenha certeza, todos temos problemas, não existe vida perfeita, todo mundo quer ser acolhido, amado e respeitado. É simples, simplesmente abrace.

Inscreva-se no Canal do Juninho Pereira, clique AQUI.
Ouça e siga o Grupo Tradição também: clique Instagram / Facebook / Spotify

Jornal Midiamax