MidiaMAIS

Para chegar ao México, casal de Campo Grande transformou Kombi em casa e barbearia

Quem nunca sonhou em pegar a estrada, sem destino e data para voltar? Paulo Cesar, de 28 anos, resolver colocar o sonho no papel e com ajuda de sua esposa, Letícia Gandolfi, conhecer os quatro cantos do país e até mesmo da América. E tudo isso dentro de uma Kombi barbearia. O jovem, voz calma […]

Gabriel Neves Publicado em 04/11/2020, às 07h49

(Foto: Leonardo de França)
(Foto: Leonardo de França) - (Foto: Leonardo de França)

Quem nunca sonhou em pegar a estrada, sem destino e data para voltar? Paulo Cesar, de 28 anos, resolver colocar o sonho no papel e com ajuda de sua esposa, Letícia Gandolfi, conhecer os quatro cantos do país e até mesmo da América. E tudo isso dentro de uma Kombi barbearia.

O jovem, voz calma e semblante entusiasmado não esconde a empolgação ao falar sobre seus planos e sonhos de adolescente, “conhecer as aguas cristalinas do México sempre foi um sonho”. Mas para que a viagem aconteça, ele admite ser necessário um pouco de planejamento e dinheiro no cofrinho.

Foi o desejo de adolescência que fez Paulo juntar seu sonho e sua profissão, para cair na estrada. Barbeiro há alguns anos e cansado da rotina de trabalhar todo dia no mesmo lugar, o jovem viu a pandemia como um fator decisivo para largar o emprego e começar algo novo.

“Eu já estava cansado da rotina, durante a pandemia começou os atendimentos em casa, foi aí que eu criei uma clientela fixa e depois que precisei voltar a atender na barbearia eu resolvi largar o emprego e ser dono do meu próprio negócio”, contou Paulo.

Neste momento que sua esposa Letícia entrou em ação e falou sobre a compra de uma Kombi que os dois poderiam transformar e motor home e barbearia, assim teriam o carro para viajar, a casa para ficar e o trabalho para ganhar dinheiro em um só lugar.

“No começo minha ideia era pegar uma mochila e pegar estrada rumo ao México, ir cortando cabelos e arrecadando dinheiro, foi então que a Letícia falou sobre a Kombi, pois teríamos mais conforto e tornaria a viagem e os cortes mais fáceis”.

Após seis meses procurando, o veículo perfeito apareceu, e mais perto do que o casal imaginava, “nós fomos até São Paulo pata ver uma Kombi e abecamos encontrando uma na rua aqui de casa”, contou Paulo enquanto ria das surpresas que vida proporciona.

Com a Kombi em mãos, era só colocar a mão na massa e planejar como seria a sonhada viagem. Primeiro o veículo foi adaptado para se tornar uma barbearia móvel, que funciona há cerca de um mês em Campo Grande.

Logo depois a tarefa principal foi transformar a Kombi em um motor-home, “nós ainda estamos comprando algumas coisas, alguns produtos são caros”. Por último, montar um pequeno roteiro de viagem.

“Não dá para programar muito, pois as coisas podem mudar durante a viagem, mas nosso plano inicial é ficar por aqui até dezembro arrecadando uma ‘grana’ e arrumando a Kombi, depois iremos viajar para o Sul do Brasil, seguir para o Nordeste e então sair em direção ao México”, explicou.

Mas se engana os que imaginam que Paulo e Letícia pretender ficar foram por um ou dois meses. “É uma viagem longa, nós vamos parando nas cidades e realizando os cortes, uma viagem que deve durar cerca de 2 ou 3 anos, isso não mudarmos a rota no meio do caminho”, disse Paulo entusiasmo.

O trabalho até dezembro

Tendo a falta de rotina como um mantra para sua vida, a versatilidade de Paulo é refletida até no momento de cobrar seus cortes, “eu cobro entre R$ 20 e R$ 25, mas não tenho coragem de cobrar esse preço de um senhor que vai só raspar a cabeça, ou então um grupo de pessoas que vai dar R$ 75, eu faço por R$ 70,00 ou R$ 60,00 para arredondar, tudo pode ser resolvido na base da conversa”.

E assim, com cortes em clientes espalhados pela capital morena Paulo e Leticia pretendem custear o início da viagem, orçado em torno de R$ 30 mil, valor que cobre a Kombi, as modificações e o início do percurso.

Jornal Midiamax