MidiaMAIS

Domingo tem live solidária em apoio às vítimas de tempestade em Aquidauana

O trio sertanejo Os Filhos de Campo Grande realizará a live solidária “Comitiva do MS”, neste domingo (23), para arrecadar donativos em apoio às vítimas da tempestade que atingiu Aquidauana na última semana. Pelo menos 400 famílias tiveram enormes prejuízos com o vendaval, sendo que cinco perderam tudo. Um dos responsáveis pelo evento, o vocalista Jorjão […]

Mariane Chianezi Publicado em 23/08/2020, às 08h19 - Atualizado às 08h44

None
Os Filhos de Campo Grande fazem live em apoio às vítimas de tempestade em Aquidauana

O trio sertanejo Os Filhos de Campo Grande realizará a live solidária “Comitiva do MS”, neste domingo (23), para arrecadar donativos em apoio às vítimas da tempestade que atingiu Aquidauana na última semana. Pelo menos 400 famílias tiveram enormes prejuízos com o vendaval, sendo que cinco perderam tudo.

Um dos responsáveis pelo evento, o vocalista Jorjão explica que as doações poderão ser feitas ao vivo pelos internautas. “Qualquer ajuda será bem-vinda. Os procedimentos para as doações serão mostrados durante a transmissão da live”, afirma o cantor, lembrando que parte das doações será repassada também para a Associação Juliano Varela, da Capital.

O show online terá início às 14h no canal oficial do trio Os Filhos de Campo Grande no Youtube. Também será transmitido simultaneamente em parceria com o canal Making of Sertanejo e pela Rádio FM Bela Vista (98.5 FM). Além do lado beneficente, a live será uma oportunidade para os sul-mato-grossenses relembrarem das comitivas pantaneiras. O repertório inclui as canções mais entoadas durante o transporte do gado pelas estradas de chão.

“Vamos contar um pouco das comitivas em MS, falar de como era antigamente, cantar o que eles cantavam durante as viagens. Temos jovens que ainda não conhecem essas histórias, queremos ressaltar nossa cultura dentro de um evento solidário”, explica.

O cenário da live, será montado inspirado no campo, com fogão à lenha, tereré e culinária típica como o arroz tropeiro, pucheiro e costela de chão – comidas que faziam parte da trajetória dos boiadeiros nos acampamentos montados durante as viagens.

A organização da transmissão ao vivo seguirá as determinações de segurança estipuladas pelas autoridades em saúde, no intuito de evitar a proliferação e risco de contágio pelo novo coronavírus. Com a iniciativa, os músicos esperam mais uma vez unir a população sul-mato-grossense e repetir o sucesso da live feita em junho, quando 15 toneladas de alimentos foram arrecadadas em apoio a duas entidades assistenciais, da Capital e de Dourados.

Jornal Midiamax