MidiaMAIS

Em Campo Grande, Maestro João Carlos Martins visitará Orquestra Infantil Indígena

Pianista e Maestro mundialmente reconhecido, ícone da música clássica nacional, o “monstro sagrado” João Carlos Martins chega à capital na próxima segunda-feira, 10, para conhecer a Orquestra Infantil Indígena de Campo Grande, um projeto educacional usado como ferramenta de inclusão social, resgatando a identidade e a cultura indígena por meio da música. A visita faz […]

Leandro Marques Publicado em 07/02/2020, às 10h10 - Atualizado às 10h19

Maestro João Carlos Martins, seja bem vindo! (foto: divulgação)
Maestro João Carlos Martins, seja bem vindo! (foto: divulgação) - Maestro João Carlos Martins, seja bem vindo! (foto: divulgação)

Pianista e Maestro mundialmente reconhecido, ícone da música clássica nacional, o “monstro sagrado” João Carlos Martins chega à capital na próxima segunda-feira, 10, para conhecer a Orquestra Infantil Indígena de Campo Grande, um projeto educacional usado como ferramenta de inclusão social, resgatando a identidade e a cultura indígena por meio da música. A visita faz parte da divulgação do projeto Orquestrando o Brasil.

O Orquestrando o Brasil é um projeto de mobilização através da música. Idealizado pelo maestro João Carlos Martins e pelo produtor cultural José Roberto Walker, e é realizado com apoio da Fundação Banco do Brasil e do SESI/SP e FIESP. A iniciativa reúne atualmente mais de 500 grupos espalhados pelo país, oferecendo capacitação para regentes e músicos, divulgação e apoio, através do portal Orquestrando Brasil. Criado em 2018, o projeto interage com mais de 20 mil músicos de todo o Brasil

“O Orquestrando o Brasil é o legado que pretendo deixar. Quero ajudar os milhares de grupos espalhados pelo país a evoluírem artisticamente, ampliando sua atuação e conquistando novos públicos. Queremos democratizar a música clássica no Brasil”, ressalta o maestro João Carlos Martins.

Em Campo Grande, Maestro João Carlos Martins visitará Orquestra Infantil Indígena
Maestro regendo a Orquestra de Sopro de Pindoretama/CE (foto: divulgação)


Orquestra Infantil Indígena

Criada em 2015, a partir de uma parceria entre a Fundação Ueze Zahran, Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul e o Comitê Intertribal –Memória e Ciência Indígena- ITC, o grupo musical exerce suas atividades na Aldeia Indígena Urbana Darci Ribeiro do Jardim Noroeste, em Campo Grande/MS.

Essa é a segunda orquestra infantil indígena a ser implantada no Estado de Mato Grosso do Sul, já tendo atendido 500 alunos indígenas que residem na aldeia, com a faixa etária de 7 a 16 anos de idade, no contra turno escolar, duas vezes na semana nos períodos matutino e vespertino.

Após a visita, o maestro ainda tem agenda com o governador do Estado, Reinaldo Azambuja. Na ocasião, irá apresentar os detalhes do projeto Orquestrando o Brasil.


Serviço:

João Carlos Martins e Orquestrando Brasil em Campo Grande/MS
Dia: 10 de fevereiro (segunda-feira)
Horário: 11h
Endereço: Aldeia Indígena Urbana Darcy Ribeiro do Jardim Noroeste em Campo Grande/MS.

Jornal Midiamax