MidiaMAIS

Dia do Nutricionista: Professora dá dicas de alimentação saudável para fortalecer imunidade na pandemia

Neste período de pandemia, em que “prevenção” é a palavra-chave para impedir a disseminação do coronavírus, é natural que a preocupação com a saúde aumente, principalmente para pessoas que integram os chamados grupos de risco. É importante lembrar nesta segunda-feira (31), em que é celebrado o Dia do Nutricionista, a importância da alimentação como aliado […]

Bruna Vasconcelos Publicado em 31/08/2020, às 16h38

Alimentação é fundamental para fortalecer sistema imunológico (Foto: Divulgação)
Alimentação é fundamental para fortalecer sistema imunológico (Foto: Divulgação) - Alimentação é fundamental para fortalecer sistema imunológico (Foto: Divulgação)

Neste período de pandemia, em que “prevenção” é a palavra-chave para impedir a disseminação do coronavírus, é natural que a preocupação com a saúde aumente, principalmente para pessoas que integram os chamados grupos de risco. É importante lembrar nesta segunda-feira (31), em que é celebrado o Dia do Nutricionista, a importância da alimentação como aliado no combate ao Covid-19.

Idosos, diabéticos, hipertensos e portadores de insuficiência cardíaca, renal ou doença respiratória crônica são mais suscetíveis ao vírus e, por isso, necessitam fortalecer o sistema imunológico. Segundo especialistas, uma alimentação saudável, embora não seja suficiente para combater a doença, tem um importante papel no aumento da imunidade, ampliando assim as chances de defesa do organismo.

Danielle Miron, coordenadora do curso de Nutrição da Uniderp,  ressalta a importância de fazer uma dieta à base de alimentos fonte de vitamina C. “Goiaba, laranja, acerola, kiwi e limão. O consumo de boas fontes de proteínas, como ovos, frango e carnes magras, também é recomendado, além de alimentos com fibras e probióticos, que ajudam no trato do intestino, local onde encontram-se a maior parte das células do sistema imunológico” explica.

As oleaginosas como castanhas, amendoins e nozes, de acordo com a especialista, também são recomendadas, pois contém zinco e selênio, que são antioxidantes e, consequentemente, fortalecem o sistema imunológico. O consumo de saladas, legumes e vegetais, que oferecem nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo, também são dicas importantes.

Além da alimentação, Danielle chama atenção para a qualidade do sono, que afeta diretamente a imunidade. “É necessário dormir bem e reduzir os níveis de estresse para melhorar a imunidade. Há opções interessantes de chás que podem ajudar a relaxar, como camomila, cidreira e erva doce”, completa a professora.

Jornal Midiamax